22°
Máx
16°
Min

Scheidt exalta feito de Martine e Kahena: 'Velejaram de maneira excepcional'

(Foto: Roberto Castro/ME/ Brasil 2016) - Scheidt exalta feito de Martine e Kahena
(Foto: Roberto Castro/ME/ Brasil 2016)


Vencedor de cinco medalhas olímpicas, o velejador Robert Scheidt enalteceu nesta quinta-feira o feito das brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze, que levaram o ouro na classe 49er FX dos Jogos do Rio-2016 após vencerem a última regata.

Scheidt elogiou o desempenho das brasileiras na medal race, liderada boa parte do tempo pelas neozelandesas Alex Maloney e Molly Meech, campeãs mundiais em 2013, e avaliou que a recuperação na regata demonstrou que elas mereciam o título olímpico.

"Elas tiveram um mérito enorme em conseguir a recuperação", avaliou Scheidt, quarto colocado na classe Laser na Olimpíada. "As neozelandesas estavam muito confortáveis no início da regata. A Martine vinha em terceiro, já tinha a prata garantida, mas teve o mérito de passar a neozelandesa e ganhar o ouro. Elas velejaram de maneira excepcional. Foi merecido."

Sobre o momento decisivo da prova, após a boia 4, quando Martine e Kahena seguiram um rumo diferente das adversárias, Scheidt reconheceu ter ficado apreensivo. Mas afirmou que, no final, não poderia ter havido melhor escolha.

"Eu estava um pouco preocupado naquele momento, em que elas se afastaram da flotilha. Mas daqui é difícil ver o que está acontecendo com o vento, e lá é bem melhor, elas têm uma percepção melhor e tomaram a decisão correta. No fim elas fizeram certinho e cortaram de maneira correta para a boia", analisou.

Sem ir ao pódio no Rio-2016, Scheidt faturou o ouro na Laser nos Jogos de Atlanta-1996 e Atenas-2004, assim como foi medalhista de prata em Sydney-2000 na mesma classe e na Star em Pequim-2008. Também na Star, ele conquistou um bronze em Londres-2012.