22°
Máx
17°
Min

Scheidt fica apenas em 21º lugar na primeira bateria da Laser no Rio-2016

(Foto: Roberto Castro/ME/ Brasil 2016) - Scheidt fica apenas em 21º lugar na primeira bateria da Laser
(Foto: Roberto Castro/ME/ Brasil 2016)


Esperança de medalha do Brasil, o velejador Robert Scheidt terminou somente em 21º lugar na primeira regata da classe Laser nos Jogos Olímpicos do Rio, na Marina da Glória, realizada nesta segunda-feira. O croata Tonci Stipanovic terminou em primeiro lugar, o russo Sergei Komissarov ficou em segundo e o holandês Rutger van Schaardenburg foi o terceiro.

Haverá ainda outra regata da classe nesta tarde. Scheidt havia previsto que para brigar por medalha de ouro, seria necessário ficar entre os sete primeiros lugares em todas as regatas. Na primeira, porém, ele falhou na sua meta.

As competições de Laser estão sendo realizadas na raia conhecida como Escola Naval. Robert Scheidt, o maior medalhista olímpico brasileiro, tenta subir pela sexta vez ao pódio.

A regata feminina começou com atraso, provavelmente por causa da mudança dos ventos. E quem se deu melhor na disputa da Laser Radial foi a irlandesa Annalise Murphy. Já a brasileira Fernanda Decnop ficou apenas em 14º lugar.

Outras classes também já tiveram regatas realizadas nesta segunda-feira. Na RS:X, Ricardo Winicki, o Bimba, foi o quinto colocado na primeira bateria, vencida pelo britânico Nick Dempsey, que também triunfou na segunda, enquanto o brasileiro foi o nono. O resultado somado deixa Bimba em oitavo lugar.

Na versão feminina da mesma classe, Patrícia Freitas foi ainda melhor, garantindo a terceira posição na primeira bateria desta segunda-feira - a argelina Katia Belabbas foi a melhor.