24°
Máx
17°
Min

Scheidt volta a decepcionar e fica em 27º em regata da vela no Rio

(Foto: Roberto Castro/ME/ Brasil 2016) - Scheidt volta a decepcionar e fica em 27º em regata da vela no Rio
(Foto: Roberto Castro/ME/ Brasil 2016)


Grande esperança de medalha para o Brasil, o velejador Robert Scheidt teve seu pior desempenho em regatas no início destes Jogos Olímpicos. Ele terminou em 27.º na primeira bateria desta terça-feira na classe Laser, ao competir na raia Ponte da Marina da Glória.

Scheidt ainda disputa mais uma regata nesta terça-feira. Na véspera, ele já havia ficado em 23.º, em sua primeira participação na Olimpíada, mas venceu a segunda bateria e minimizou o prejuízo. Vale lembrar que o pior resultado pode ser descartado.

Com esse resultado, Scheidt caiu para a 13.ª posição geral, posição bem aquém da esperada para um dos grandes favoritos da prova. O croata Torci Stipanovic segue liderando o ranking na classe Laser, seguido pelo argentino Julio Alsogaray e o cipriota Pavlos Kontides, vencedor da primeira bateria desta terça.

Para brigar pelo ouro, Scheidt havia previsto que seria necessário ficar entre os sete primeiros lugares em todas as regatas. Como apenas o pior resultado na prova é descartado, seu início com uma 23.ª colocação e outra 27.ª é bastante preocupante.

Na classe Laser Radial feminino, Fernanda Decnop ficou na 21.ª posição da regata vencida pela húngara Maria Erdi, mesma posição que ocupa na classificação geral.

Na RS:X, Ricardo Winicki, o Bimba, foi o terceiro na primeira regata do dia e somente 16.º na segunda. Está na sétima posição geral. Na versão feminina da prova, Patrícia Freitas conseguiu uma segunda e uma 13.ª colocação no dia, e é a quinta no geral.

Já a classe Finn vive nesta terça seu primeiro dia de disputas. O brasileiro Jorge Zarif teve bom desempenho, foi quarto colocado na primeira bateria, sexto na segunda, e ocupa a quarta posição da competição.