27°
Máx
13°
Min

Segurança é preso em flagrante por estupro dentro do velódromo do Parque Olímpico

(Foto: Divulgação)  - Segurança é preso em flagrante por estupro dentro do velódromo
(Foto: Divulgação)

O segurança Genival Ferreira Mendes foi preso em flagrante na madrugada deste domingo no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, acusado de estuprar uma bombeira civil no velódromo, onde ocorrerão as competições de ciclismo dos Jogos de 2016. De acordo com a Polícia Civil, ele foi detido por agentes da Força Nacional de Segurança (FNS) e levado para a 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.

O acusado trabalha para a empresa Gocil, contratada pelo Comitê Rio-2016 para prestar serviços de segurança, controle de acesso, prevenção de sinistros, atendimento de primeiros socorros e vigilância em várias instalações olímpicas. De acordo com a polícia, a vítima estava dormindo e não tinha condições de resistir ao ataque de Mendes, que tentou passar a mão por baixo de seu uniforme.

A pena para o crime de estupro de vulnerável - que se refere a menores de 14 anos ou a pessoas incapazes de oferecer resistência - é de reclusão de oito a 15 anos.

O Comitê Rio-2016 informou que "repudia veementemente qualquer tipo de violência e desrespeito". Responsável pela organização dos Jogos, o comitê diz que o caso foi registrado em delegacia para que sejam aplicadas as devidas penas previstas na lei brasileira caso o crime fique comprovado. Segundo o órgão, "todos os funcionários terceirizados são orientados a seguir o código de conduta da Rio-2016".