23°
Máx
12°
Min

Sobrinho de Félix Savón perde e fica com o bronze no peso pesado do boxe no Rio

(Foto: Rio 2016) - Sobrinho de Félix Savón perde e fica com o bronze
(Foto: Rio 2016)

A primeira medalha olímpica da carreira de Erislandy Savón é um bronze. Neste sábado, o cubano foi derrotado nas semifinais dos pesos pesados dos Jogos do Rio pelo casaque Vassily Levit, no Pavilhão 6 do Rio Centro, por decisão unânime dos árbitros.

Dois juízes apontaram a vitória do casaque por 29 a 28, enquanto outro avaliou o placar da luta como 30 a 27. Na disputa pelo ouro, marcada para a próxima segunda-feira, ele vai encarar o russo Evgeny Tishchenko, campeão mundial em 2015 e medalhista de prata em 2013, que superou na outra semifinal o usbeque Rustam Tulaganov, também por decisão unânime.

Erislandy Savón é sobrinho de Félix Savón, um dos maiores nomes da história do boxe. O cubano possui três medalhas de ouro olímpicas, conquistadas em 1992, 1996 e 2000, além de seis títulos mundiais. E ele também conquistou três ouros nos Jogos Pan-Americanos. Agora Erislandy tenta seguir os seus passos - além do bronze no Rio, ele foi prata no Mundial de 2015 e ouro no Pan do ano passado.

A disputa dos pesos pesados no Rio também contou com a participação do brasileiro Juan Nogueira. Ele até avançou na sua estreia, mas depois foi derrotado na sua segunda luta.

Neste domingo, cinco boxeadores brasileiros sobem ao ringue no Riocentro. Robson Conceição está na semifinal da categoria leve (até 60kg) e vai encarar o cubano Lazaro Jorge Álvarez, às 12h30. Na preliminar da luta que pode colocar Robson na final, o também baiano Robenilson de Jesus enfrenta o norte-americano Shakur Stevenson, de apenas 19 anos, atual campeão olímpico da juventude, pelo peso galo. Se vencer pela segunda rodada, ele ainda tem mais um confronto para garantir a medalha.

Michel Borges está a uma vitória de chegar à semifinal e garantir o bronze entre os meio-pesados. Às 13h45, ele sobe ao ringue contra Julio Cesar la Cruz, cubano tricampeão mundial e bi dos Jogos Pan-Americanos. O domingo também será o dia da estreia de Andreia Bandeira no peso médio, contra a panamenha Atheyna Byion, às 17 horas. Duas horas depois, no meio-médio, Joedison Teixeira, o "Chocolate", encara o turco Batuhan Gozgec. Se vencer, terá mais uma luta pela frente para tentar assegurar uma medalha.