22°
Máx
14°
Min

Técnico de Honduras lamenta 'atuação desastrosa e erros enormes' em semifinal

(Foto: Andre Borges/Agência Brasília) - Técnico de Honduras lamenta 'atuação desastrosa e erros enormes'
(Foto: Andre Borges/Agência Brasília)


O técnico de Honduras, o colombiano Jorge Luis Pinto, ficou desnorteado com a goleada sofrida por sua seleção. E desapontado principalmente com o futebol jogado. Ele considerou a atuação de sua equipe desastrosa e disse que só compareceu à entrevista obrigatória pós-partida por respeito aos jornalistas.

"É claro que um gol aos 14 segundos destrói todo o planejamento tático. Ainda mais com um erro infantil nosso", disse, referindo-se à trapalhada na saída de bola entre o goleiro Luis Lopez e o zagueiro Palacios que permitiu a Neymar roubar a bola e fazer o gol. "Foi uma atuação desastrosa, não tem nem o que comentar. Cometemos erros individuais enormes", completou.

Pinto disse que no segundo tempo, apesar da desvantagem de 3 a 0, ainda pensou em tentar lutar. "Mais aí cometemos um novo erro no começo (ninguém marcou Marquinhos após cobrança de escanteio e o zagueiro fez o quarto gol) e aí se acabou de vez." Na sua análise, os jogadores cometeram erros incríveis também no quinto e no sexto gols.

O treinador disse que o Brasil, com a grande equipe que tem, é favorito para ganhar a medalha de ouro. Honduras ainda lutará no sábado pelo bronze, que será histórico para o país, e Pinto acredita que poderá recuperar o ânimo e a confiança dos jogadores.

"Assim como não comemoramos demasiado a vitória sobre a Coreia do Sul, não vamos exagerar na tristeza por essa derrota. Passou e temos de pensar na disputa do terceiro lugar. O futebol no permite isso, nos recuperar psicologicamente de uma partida para outra e é isso que vou colocar para os jogadores."