24°
Máx
17°
Min

Teliana Pereira admite má fase, mas espera recuperação na Olimpíada

(Foto: Rio Open/ Fotojump) - Teliana Pereira admite má fase, mas espera recuperação na Olimpíada
(Foto: Rio Open/ Fotojump)

Eliminada na primeira rodada do WTA de Florianópolis, a tenista brasileira Teliana Pereira não vive um bom momento. Além de cair para a posição de 135 do ranking mundial, ela não venceu um set sequer em seus últimos três confrontos de WTA.

A expectativa, entretanto, é que esse cenário possa mudar na Olimpíada. Embora reconheça que não esteja vivendo sua melhor fase, a brasileira garante que espera recuperar-se a partir desta terça-feira, quando ela chega ao Rio de Janeiro.

"Estou passando por um momento complicado, sem conseguir render o meu melhor na hora do jogo, mas quero focar agora na Olimpíada. Tenho certeza de que será uma experiência maravilhosa, que vou guardar a vida toda, para contar para os filhos, netos e ficar guardada na história," comenta Teliana. "Quero aproveitar da melhor maneira possível, mas sem criar muita expectativa."

Para tentar superar o momento difícil, a tenista brasileira conta com a experiência adquirida em diversas competições importantes. "Já joguei Pan-Americano (foi bronze nas duplas no Rio), Fed Cup, WTAs e tudo mais no Brasil e tive experiências maravilhosas. Espero que eu consiga relaxar um pouco, jogar bem e recuperar aquela mentalidade guerreira, que sempre foi a minha característica e me abandonou um pouco nos últimos tempos, com as minhas próprias cobranças."

Sobra a derrota na primeira rodada do WTA de Florianópolis, para a ucraniana Lyudmyla Kichenok, Teliana procura encontrar um ponto positivo no resultado. "Vou conseguir chegar antes do que o planejado e treinar bem no Rio", finaliza.