24°
Máx
17°
Min

Turista brasileiro gasta R$ 337,9 e estrangeiro US$ 103,7 por dia na Olimpíada

(Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Publicas) - Turista brasileiro gasta R$ 337,9 e estrangeiro US$ 103,7 por dia
(Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Publicas)

Os turistas estrangeiros que vieram para Olimpíada são, em maioria, homens, com mais de 25 anos, de alta renda e estão no Brasil pela primeira vez. Permaneceram 11,7 dias no País, com gasto médio de US$ 103,7 por dia. Já os turistas brasileiros são homens, com média de 37 anos, solteiros e gastaram, em média, R$ 337,9 por dia, em 10,3 dias.

Os números são de levantamento da GMR Inteligência & Pesquisa, encomendado pelo Ministério do Turismo. O instituto ouviu 4.150 brasileiros entre 03 a 16 de agosto nas arenas esportivas e Bouvelard Olímpico. A pesquisa com os estrangeiros está sendo feita pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe), com 1.262 turistas de fora do Brasil nos aeroportos entre 06 e 28 de agosto. Esses são os dados parciais do levantamento, divulgados nesta quinta-feira pelo governo brasileiro. A pesquisa seguirá até os Jogos Paralímpicos.

O turista da Olimpíada é um viajante com renda média de US$ 3.581,00 (estrangeiros) e acima de R$ 3,5 mil (brasileiros). O país que mais enviou turistas para o Brasil foram Estados Unidos (21,2%), seguidos da Argentina (14,8%) e da Inglaterra (4,8%). A maioria do público interno veio do Sudeste (51,1%), seguido do Nordeste com 18,5% e da região Sul, com 15,7%.

Dos entrevistados, 96,3% nunca tinham participado de uma Olimpíada. A internet foi a principal fonte de informação para a organização da viagem dos dois públicos pesquisados - doméstico (70%) e internacional (63,4%). Para o público doméstico, a casa de parentes e amigos foi o principal (48,6%) meio de hospedagem, seguida dos imóveis alugados com 21,2%. No caso do público internacional, 37,2% ficaram em hotéis ou flats e 25% em imóveis alugados.

De acordo com o levantamento, 87,7% dos turistas estrangeiros têm a intenção de voltar ao Brasil e 94,2% dos brasileiros querem retornar ao Rio de Janeiro.

Para 98,7% dos turistas domésticos, a viagem ao Rio de Janeiro atendeu plenamente ou superou as expectativas. O índice de satisfação do público internacional é de 83,1%. A hospitalidade do carioca foi elogiada por 92% dos brasileiros e 98,6% dos estrangeiros. A diversão noturna também agradou. Para 93,6% dos viajantes nacionais e 96,2% dos internacionais o Rio de Janeiro é muito bom ou bom neste quesito. A principal atividade desenvolvida por brasileiros (74,8%) e estrangeiros (77,3%) foi a ida à praia.

"Os dados mostram que estamos realizando uma Olimpíada memorável. Para o turismo o resultado desta pesquisa é especialmente importante. Mostra que teremos um legado de imagem extremamente positivo", comentou o ministro interino do Turismo, Alberto Alves.

A isenção de visto em caráter excepcional para a Olimpíada e Paralimpíada foi usada por 74,7% dos turistas internacionais dos países beneficiados (EUA, Canadá, Japão e Austrália) e 82,2% deles afirmaram que a medida facilitaria um retorno ao Brasil.

INFRAESTRUTURA - Os aeroportos foram elogiados por 94,6% dos turistas estrangeiros e 91,6% dos brasileiros. A segurança também foi bem avaliada por 88,4% dos visitantes internacionais e 87,1% dos nacionais, índices próximos aos registrados pelo transporte público, com 86,6% de aprovação do público externo, e 82,1% do interno.

Os locais de competição foram avaliados como bom ou muito bom por 89,6% dos brasileiros e 87,1% dos estrangeiros. O acesso para as arenas esportivas também foi aprovado por 79% dos viajantes domésticos e 80,2% dos internacionais. O item que recebeu a avaliação mais crítica foi o dos preços praticados nas áreas das provas olímpicas, com 50,8% de avaliação negativa por parte dos brasileiros e 42,4% por parte do público de fora.