27°
Máx
13°
Min

Única russa do atletismo, Klishina avança no salto em distância; brasileiras caem

(Foto: Divulgação)  - Única russa do atletismo, Klishina avança no salto em distância
(Foto: Divulgação)

Darya Klishina, única representante da Rússia no atletismo nos Jogos do Rio-2016, fez uma prova tranquila e se classificou à semifinal do salto em distância na noite desta terça-feira, no Engenhão. A atleta saltou 6,64 metros e avançou com a oitava colocação.

Ela competiu depois de comprovar que não fazia parte do esquema de doping organizado por autoridades russas. O restante da equipe de atletismo foi banida após um escândalo sistemático de doping.

"É muito difícil estar sozinha aqui, é claro que eu gostaria de estar com o meu time, com os colegas do meu país. Prefiro não falar muito sobre a minha última semana, foi muito difícil. Prefiro focar no que tem pela frente, a minha final", disse a russa, que precisou recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) nos últimos dias para ser liberada para competir no Rio.

As duas brasileiras na eliminatória da prova não conseguiram avançar. Keila Costa terminou em 38º e último lugar saltando 5,86 metros. Bastante decepcionada com o resultado, a brasileira não quis dar entrevistas. Eliane Martins ficou em 23º com a marca de 6,33m. Ao tentar saltar, Eliane Martins teve um problema muscular na panturrilha direita e foi retirada da caixa de areia com o auxílio de uma cadeira de rodas. Seu salto de 6,24m foi validado, mas acabou sendo inferior ao primeiro 6,33m. "A participação foi boa, não o resultado esperado. Fiquei contente. Não é fácil estar aqui", afirmou.

Nos 400 metros com barreiras, o brasileiro Mahau Suguimati chegou em oitavo na sua série, mas avaliou que teve problemas por correr na raia 8. "Quando corre na raia 8, tem de dar o máximo e mais ainda. Forcei muito e não deu. Foi gostoso correr aqui", afirmou.

Nos 1500m, a queniana Faith Chepngetich Kipyegon surpreendeu e levou o ouro com 4min08s92. A favorita era a etíope Genzebe Dibaba, que ficou com a prata. Irmã de Tirunesh Dibaba, tricampeã olímpica, e de Ejegayehu Dibaba, prata em Atenas-2004, ela é a atual recordista dos 1500m, com 3min50s07.

O bronze foi para a norte-americana Jennifer Simpson. "Tive algumas lesões no mês passado e não pude fazer o que eu gostaria. Estou feliz com meu resultado", disse Dibaba, que vai competir agora nos 5000 metros, prova na qual conquistou bronze em Pequim-2008.

No salto em altura, o canadense Derek Drouin conquistou a medalha de ouro com 2,38m. Ele venceu Mutaz Essa Barshim, do Catar, que ganhou a prata, com 2,36m. O ucraniano Bohdan Bondarenko ficou com o bronze ao saltar 2,32m.

Na última prova da noite desta terça-feira, o jamaicano Omar McLeod venceu os 110m com barreiras com a marca de 13s05. A prata foi do espanhol Orlando Delgado e bronze ficou com Dimitri Bascou, da França.