27°
Máx
13°
Min

Usain Bolt vai à pista para seletivas dos 100 metros e espera adversários fortes

(Foto: Rio 2016) - Usain Bolt vai à pista para seletivas dos 100 metros
(Foto: Rio 2016)

A busca de Usain Bolt pelo tricampeonato olímpico nos 100 metros rasos começa neste sábado. A partir do meio-dia, velocistas de todo o mundo estarão divididos em oito baterias e correrão em busca de uma vaga nas semifinais dos Jogos Olímpicos do Rio-2016. Se a confiança estava em alta quatro anos antes, a ponto de o astro jamaicano se autodenominar uma lenda depois de suas façanhas em Londres, não se pode dizer o mesmo agora.

No Rio, não tentou intimidar os adversários nem falou em recordes. Bolt limitou-se a dizer que faria o seu melhor na pista, dando 150% de empenho, e até admitiu que seu ano está longe de ser perfeito. Detentor de seis medalhas olímpicas de ouro, Bolt não chega à Olimpíada como o homem mais rápido da temporada. No papel, vê os norte-americanos Justin Gatlin e Trayvon Bromell e o francês Jimmy Vicaut à frente. O compatriota Yohan Blake é outro que fica à espreita. Isso porque uma contusão na coxa esquerda atrapalhou sua preparação para os Jogos Olímpicos.

Bolt foi comedido nas palavras até mesmo na hora de apontar o dedo para os rivais. “Não escolho uma pessoa, é sempre sobre oito pessoas. Quando você mantém o foco em uma, nunca sabe o que pode acontecer. Se essa pessoa não estiver na corrida, o que acontecerá? Você precisa estar pronto, preparado para fazer o meu melhor”.

A condição física de Bolt gera desconfiança, mas quem apostaria as fichas contra ele? Está na hora de o jamaicano deixar os bastidores e ir para os holofotes. Ele tem encontro marcado com a torcida nos 200 metros e no revezamento 4x100 metros. Fica a expectativa de vê-lo provar que um raio pode cair três vezes no mesmo lugar.