21°
Máx
17°
Min

Velocista jamaicano revela ter contraído zika às vésperas de seletiva olímpica

(Foto: Betina Carcuchinski/PMPA) - Velocista jamaicano revela ter contraído zika às vésperas de seletiva
(Foto: Betina Carcuchinski/PMPA)

O velocsita jamaicano Kemar Bailey-Cole anunciou neste sábado que contraiu o vírus da zika, mas mesmo assim vai participar, na semana que vem, das seletivas da Jamaica para os Jogos Olímpicos do Rio-2016. Medalhista de ouro no revezamento 4x100m em Londres-2012 ao lado de Usain Bolt, ele espera estar em forma para conquistar uma vaga para a Olimpíada, que será disputada em agosto.

"Estou um pouco preocupado, mas rezo para ter a força necessária para superar as etapas. Não é fácil se recuperar, porque ainda tenho feridas no corpo. Meus olhos doem, mas o bom é que no momento não sinto qualquer dor muscular", afirmou Bailey-Cone ao jornal Jamaica Gleaner.

O velocista contou que descobriu que havia sido infectado de uma maneira curiosa. "Eu não sabia que tinha contraído zika até o dia em que fui ao cabeleireiro e minha noiva notou uma protuberância no meu pescoço, que era um nódulo linfático. Já sei que tenho o vírus e estou treinando mesmo assim há três dias", acrescentou o atleta de 24 anos.

Bailey-Cole fez parte do time campeão no revezamento 4x100m do Mundial de Moscou-2013 e já contraiu também o vírus chikungunya que, assim como o zika e a dengue, é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.

No ano passado, o atleta marcou seu recorde pessoal nos 100m com o tempo de 9s92 em Londres. A marca o colocaria no Mundial de Pequim, mas ele se lesionou após a prova britânica. Na próxima semana, ele busca uma vaga na equipe jamaicana, que deverá contar com velocistas do calibre de Usain Bolt, Asafa Powell e Yohan Blake.