22°
Máx
17°
Min

Velódromo tem festival de recordes no 1º dia do ciclismo de pista do Rio-2016

(Foto: Divulgação/Rio2016) - Velódromo tem festival de recordes no 1º dia do ciclismo de pista
(Foto: Divulgação/Rio2016)

No dia de sua inauguração, nesta quinta-feira, o velódromo olímpico do Rio-2016 bateu recorde de quebras de recordes. Nas primeiras três horas de funcionamento foram sete quebras de marcas olímpicas e uma mundial. Na única disputa de ouro, a Grã Bretanha venceu o sprint por equipes masculino e sagrou-se tricampeã olímpica da modalidade. Único remanescente do time de Londres-2012, Jason Kenny ganhou a sua terceira medalha de ouro no sprint e poderá ganhar a quarta no Rio, se vencer o sprint individual neste domingo.

Logo na qualificatória da primeira prova, os britânicos quebraram o recorde olímpico do sprint por equipes. Foram superados pelos neozelandeses logo depois, mas recuperam o recorde na final, baixando-o em um centésimo: 42,440 segundos.

De quebra, a Grã Bretanha tornou-se tricampeã olímpica da prova. Esse recorde foi quebrado sucessivamente três vezes, mas o maior festival de quebras foi na perseguição por equipes feminina. Primeiras a dar as 16 voltas na pista, as polonesas se tornaram automaticamente as novas recordistas olímpicas porque as regras da perseguição feminina mudaram desde a Olimpíada de Londres, em 2012, e as medições estavam zeradas.

As polonesas foram superadas pelas italianas, as neozelandesas vieram a seguir e quebraram o recorde das italianas e as australianas quebraram o recorde das neozelandesas. Mas a equipe da Grã Bretanha ainda não tinha entrado na pista. Quando entraram, evaporaram os recordes das australianas: completaram os quatro quilômetros em 4 minutos e 13,260 segundos. Novo recorde olímpico e mundial.

Entre os homens, a primeira quebra aconteceu na fase qualificatória da prova de sprint por equipes. Os britânicos quebraram o recorde, mas os neozelandeses baixaram o tempo ainda mais e se classificaram para disputar o ouro contra os rivais.

Na final, os britânicos retomaram o recorde e confirmaram a hegemonia na prova, vencida pela terceira olimpíada consecutiva. Na perseguição por equipes masculina, os britânicos classificaram-se com tempo quase quatro segundos menor que o segundo colocado. As finais serão nesta sexta-feira.