23°
Máx
12°
Min

Vento danifica Estádio Aquático e centro de mídia criado pela Prefeitura do Rio

(Foto: Divulgação)  - Vento danifica Estádio Aquático criado pela Prefeitura do Rio
(Foto: Divulgação)

O vento forte que atingiu o Rio de Janeiro nesta quarta-feira causou pequenos danos em pelo menos duas estruturas dos Jogos Olímpicos. À tarde, um dos painéis de lona que revestem o Estádio Aquático, no Parque Olímpico, na zona oeste da cidade, foi arrancado. Já na região central, uma estrutura de madeira instalada no Rio Media Center (RMC), área criada pela Prefeitura do Rio para jornalistas não credenciados na Olimpíada, também veio abaixo. Nos dois casos, ninguém se machucou.

O Estádio Aquático tem sua fachada revestida com a reprodução da obra "Celacanto provoca maremoto", da artista plástica Adriana Varejão, que está exposta em Inhotim, Minas Gerais. Foi um desses painéis que caiu com o vento. Segundo o Comitê Rio-2016, a estrutura estará de volta no lugar até sexta-feira.

Já no RMC, inaugurado pela manhã pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), na Cidade Nova, o incidente derrubou uma estrutura de madeira instalada do lado de fora. Uma lona também acabou caindo.

No início da tarde, durante cerimônia de entrega da Chave da Cidade para delegação da Austrália, na Vila Olímpica, o vento chegou a assustar o prefeito. Antes de seu discurso, Paes observou uma lona do palco que não parava de sacudir e comentou que "ficaria muito feliz se alguém segurar isso". O vento, porém, logo diminuiu.