22°
Máx
14°
Min

Verônica Hipólito é bronze nos 400m e Brasil já supera medalhas de Londres-2012

Verônica Hipólito é bronze nos 400m; Brasil supera medalhas de Londres

Veio do atletismo a primeira medalha do Brasil no sétimo dia de competições dos Jogos Paralímpicos do Rio. Nesta quarta-feira, Verônica Hipólito faturou o bronze na disputa dos 400 metros rasos T38 (paralisados cerebrais andantes), realizada no Engenhão, levando o País a já alcançar uma marca histórica.

O bronze assegurado por Veronica Hipólito faz com o que o Brasil supere o número de medalhas faturadas na Paralimpíada de Londres, em 2012, quando os competidores do País subiram 43 vezes ao pódio. Agora, a equipe brasileira já acumula 44 medalhas, sendo dez de ouro, 21 de prata e 13 de bronze, em quinto lugar na classificação geral do evento.

Verônica Hipólito marcou o tempo 1min03s14, em uma prova disputada em alto nível, que registrou o novo recorde mundial, assegurado pela britânica Kadeena Cox, com 1min00s71. Quem veio logo atrás e garantiu a prata foi a chinesa Junfei Chein, que completou a distância em 1min01s34.

A medalha conquistada nesta quarta-feira foi a segunda de Verônica nesta edição da Paralimpíada. Antes, a brasileira, de 20 anos, já havia faturado a prata nos 100m T38. No Rio, ela também participou da disputa do salto em distância T38 e chegou apenas na oitava colocação.

Agora, após superar o número de conquistas de Londres-2012, o Brasil tentará bater a marca alcançada em Pequim-2008, quando faturou o seu número recorde de medalhas na história da Paralimpíada, com 47.

O número de ouros do Brasil, porém, ainda é inferior ao das últimas três edições do evento. Foram 21 em Londres-2012, o recorde do País, 16 em Pequim-2008, e 14 em Atenas-2004.