22°
Máx
17°
Min

Vetada do Rio-2016, Isinbayeva ainda mantém esperanças de competir nos Jogos


Bicampeã olímpica no salto com vara, a russa Yelena Isinbayeva demonstrou nesta sexta-feira sua indignação por estar fora da Olimpíada do Rio. Impedida de competir pela Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), ela usou as redes sociais para afirmar que é "limpa e honesta".

"Queridos amigos, hoje finalmente tornou-se claro por que a IAAF não permitiu minha participação no Rio. Você vai rir, mas não seria tão engraçado se não fosse tão triste. Na Wada e COI não há quaisquer reclamações contra mim. Tenho uma série de reivindicações com a IAAF. Faço um jogo limpo e honesto, e posso provar isso. O único problema que me impediu de participar no Rio foi que nos últimos dois anos eu morei e treinei na Rússia", comentou a atleta.

Apesar da IAAF ter confirmado a punição a toda a delegação russa do atletismo por causa de doping sistemático envolvendo atletas, Isinbayeva ainda mantém as esperanças de alcançar uma brecha e competir no Rio. "Eu não quero desistir e simplesmente aceitar uma decisão tão injusta e covarde pela IAAF contra mim. Se houver mesmo uma chance de estar no Rio, eu vou agarrá-la", afirmou.

Isinbayeva virá ao Rio na próxima semana, conforme antecipou na semana passada a reportagem do Estado. Ela é uma das 24 candidatas na eleição da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Internacional (COI). Com isso, tem direito a uma credencial do COI para entrar na Vila dos Atletas e fazer campanha.