22°
Máx
16°
Min

Zanetti diz que medalha de prata é especial por ser em casa: 'É mais gostoso'

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil) - Zanetti diz que medalha de prata é especial por ser em casa
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)


Campeão olímpico nas argolas nos Jogos de Londres, Arthur Zanetti desceu um degrau no pódio, ficou com a medalha de prata, mas comemorou como se fosse ouro a conquista desta segunda-feira nos Jogos do Rio. "Foi mais difícil que em Londres. Mas conquistar a prata em casa é mais gostoso do que o ouro fora. Estar diante da torcida e conquistar essa medalha é muito especial", afirmou o atleta.

Com o feito, ele se tornou o primeiro brasileiro a conquistar duas medalhas olímpicas na ginástica. "É um resultado fantástico, que vai ficar na minha memória", disse Zanetti, que ficou atrás apenas do grego Eleftherios Petrounias, que era um dos favoritos e confirmou isso com uma ótima atuação.

Para o técnico Marcos Goto, que também ajudou Diego Hypolito a chegar ao pódio no solo, a missão foi cumprida. "Nosso objetivo era ter uma medalha, e esse é o melhor resultado da história da ginástica. A série do grego foi muito boa e foi justo ele ser campeão", explicou o treinador, que concordou com seu pupilo de que essa Olimpíada foi mais forte que a anterior.

Agora, Zanetti quer descansar um pouco antes de iniciar um novo ciclo olímpico. Aos 26 anos, ele cogita disputar os Jogos de Tóquio, em 2020, para conquistar mais um pódio nas argolas. "Sei que é muito mais difícil defender um título, mas saio feliz. O objetivo agora é manter mais um ciclo. Não tem mais competição este ano, então quero pegar meu descanso porque meu corpo e minha mente estão bastante desgastados", avisou.