27°
Máx
13°
Min

Fanning vence na volta a palco de susto com tubarão; Medina e Mineirinho avançam

Mick Fanning voltou a competir na praia sul-africana (Foto: Divulgação) - Fanning vence na volta a palco de susto com tubarão
Mick Fanning voltou a competir na praia sul-africana (Foto: Divulgação)

Quase um ano após escapar do ataque de um tubarão na final da etapa de Jeffreys Bay, Mick Fanning voltou a competir na praia sul-africana nesta quarta-feira, encarou o trauma e venceu a primeira bateria do quinto evento de 2016 do Circuito Mundial de Surfe.

Fanning correu o risco de não competir em Jeffreys Bay após sofrer uma lesão no tornozelo durante os treinamentos, mas, recuperado, alcançou a pontuação de 13,67 e avançou para a terceira fase da etapa sul-africana ao superar o brasileiro Alejo Muniz, que conseguiu 10,80, e o norte-americano Conner Coffin, com 9,97, mandando ambos para a repescagem. Nessa fase, Alejo vai encarar o norte-americano Nat Young.

Nesta quarta-feira, além da bateria de Fanning, foram realizadas todas da primeira fase, além de quatro da repescagem. E apesar do revés de Alejo, o saldo foi positivo para o surfe brasileiro, pois Italo Ferreira, Adriano de Souza, o Mineirinho, Gabriel Medina, Filipe Toledo e Caio Ibelli avançaram para a terceira fase. Miguel Pupo, Jadson André, Wiggoly Dantas e Alejo vão disputar a repescagem, enquanto Alex Ribeiro, com duas derrotas em um dia, já está fora da etapa sul-africana do Circuito Mundial de Surfe.

Medina brilhou na sua bateria ao conseguir as notas 9,10 e 8,17 nas suas melhores ondas, somando 17,27 para derrotar o havaiano Dusty Payne, com 12,77, e Alex Ribeiro, com 12,27. Na repescagem, Alex Ribeiro fez 11,77 pontos e perdeu para o havaiano John John Florence, com um total de 17,27, incluindo uma onda em que conseguiu 9,57.

Mineirinho somou 14,76 pontos, superando dois surfistas australianos, Kai Otton, com 10,80, e Josh Kerr, com 7,00. Filipe Toledo fez 12,00 pontos, sendo batido pelo multicampeão norte-americano Kelly Slater, com 12,26 - o australiano Matt Banning obteve apenas 9,43. Porém, Filipinho se recuperou na sequência e venceu na repescagem com 16,54 pontos, 2,2 a mais do que o assegurado pelo australiano Kai Otton.

Em uma bateria que também contou com a participação de Miguel Pupo, Italo Ferreira se deu melhor e conseguiu 13,33 pontos, contra os 12,06 do compatriota e os 8,43 do australiano Ryan Callinan. Na repescagem, Pupo terá pela frente o francês Jeremy Flores.

Flores, aliás, conseguiu 12,90 pontos na sua bateria de estreia, sendo superado por outro brasileiro Caio Ibelli, com 15,26, que também derrotou o australiano Joel Parkinson, com 13,60.

Jadson André acumulou 12,66 pontos, insuficiente para superar o norte-americano Kolohe Andino, com 14,16 - o australiano Adrian Buchan fez 12,50. Em busca da sobrevivência, o brasileiro vai duelar com o compatriota Wiggoly Dantas, que fez 15,10 pontos na sua bateria e foi superado pelo sul-africano Jordy Smith, com 16,43 - Adam Melling conseguiu apenas 9,40.

A chamada para definir a continuidade da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe está marcada para as 2 horas (de Brasília) desta quinta-feira. A janela para conclusão da competição sul-africana vai até 17 de julho.