22°
Máx
17°
Min

Medina confirma favoritismo e avança na estreia na etapa da França do surfe

Foram dois dias de espera por conta dos fortes ventos que atingiram a costa de Landes, mas Gabriel Medina finalmente caiu na água em Hossegor, na França, pela nona etapa do Circuito Mundial de Surfe e garantiu vaga direta na terceira fase da competição. Outros quatro brasileiros também conseguiram classificação direta: Adriano de Souza, o Mineirinho, Caio Ibelli, Miguel Pupo e Italo Ferreira.

Na primeira bateria do dia, Jadson André não conseguiu um bom desempenho acabou terminando atrás de Kai Otton e Jordy Smith. Na sequência, Miguel Pupo conseguiu um belo resultado ao deixar para trás o ex-líder do Circuito Mundial, Matt Wilkinson e o líder do QS, a divisão de acesso, Leonardo Fioravanti.

Bicampeão da competição, Medina mostrou estar muito concentrado ao vencer a quinta bateria do evento, a terceira do dia, ao conseguir uma nota 7,27 e outra 6,23, somando 13,50 pontos. Ao todo, brasileiro pegou 11 ondas e pareceu estar recuperado da polêmica na última etapa, em Trestles, nos Estado Unidos. Depois de ter tirado uma nota 7,60, em uma onda que todos os analistas disseram merecer acima de 9, o brasileiro deixou o evento aplaudindo a decisão dos juízes e fez uma publicação nas redes sociais falando que repensaria o futuro no surfe depois do resultado.

A vitória do brasileiro, segundo colocado no ranking, colocou pressão em John John Florence, que lidera a temporada. Visivelmente desconfortável com a grande atuação do local Joan Duru, que conseguia encontrar as melhores ondas, o havaiano respondeu em suas duas últimas tentativas, quando tirou um 7,37 e 8,73, somando 16,10 para se garantir na terceira fase.

Na oitava prova do dia, participaram apenas brasileiros. Italo Ferreira levou a melhor sobre os outros membros da "Brazilian Storm" e mandou seus compatriotas Alex Ribeiro e Wiggolly Dantas para repescagem.

Caio Ibelli e Mineirinho também venceram suas baterias e estão classificados para a terceira etapa, enquanto Alejo Muniz e Filipe Toledo vão ter que disputar a repescagem. Assim, cinco dos dez brasileiros que disputam a elite do surfe mundial garantiram vaga na terceira fase da etapa do surfe.