24°
Máx
17°
Min

Medina, Mineirinho e Italo vencem na estreia e vão à 3ª fase em Margaret River

Gabriel Medina, Adriano de Souza e Italo Ferreira venceram as suas baterias de estreia na etapa de Margaret River do Circuito Mundial de Surfe, encerradas na madrugada desta sexta-feira (no horário de Brasília), na Austrália, e avançaram diretamente para a terceira fase da competição.

Entre eles, Adriano de Souza, o Mineirinho, atual campeão mundial e defensor do título desta etapa, na qual triunfou em 2015, foi o melhor da disputa que travou com o havaiano Keanu Asing e o australiano Jacob Wilcox. O brasileiro somou 13,10 pontos, contra 12,40 do surfista da casa e 10,64 do competidor do Havaí.

"Estou contente por conseguir vencer essa bateria, pois o Willcox surfou muito bem e o Keanu é uma ameaça perigosa em qualquer tipo de condição de mar", disse Mineirinho, que depois completou: "Estou feliz por estar de volta a um lugar que me deu muita alegria no ano passado e estou tentando encontrar o meu ritmo. Quero ver se posso ir longe nesse campeonato mais uma vez, porque já sabemos que vai dar altas ondas nos próximos dias".

Medina, por sua vez, contabilizou 14,40 pontos em uma bateria na qual superou o italiano Leonardo Fioravanti (12,27) e o australiano Davey Cathels (10,16). Assim, o campeão mundial de 2014 iniciou bem a disputa em Margaret River depois de ter decepcionado em Gold Coast e Bells Beach, ambas etapas realizadas também na Austrália, nas quais terminou apenas em 13º lugar.

Já Italo Ferreira ganhou a sua bateria ao somar 15,76 pontos e derrotar o norte-americano Kanoa Igarashi (14,54) e o australiano Jack Robinson (9,70). Atual quinto colocado do ranking mundial, Italo assim confirmou o bom momento que vive depois de já ter sido o melhor estreante da temporada de 2015.

Outros brasileiros que participaram de baterias nesta sexta em Margaret River, mas não tiveram sucesso, foram Alex Ribeiro, Alejo Muniz e Caio Ibelli. O primeiro deles não conseguiu encaixar boas ondas e amargou a última colocação do dia ao somar apenas 5,43 pontos, sendo superado com folga pelo australiano Taj Burrow, vencedor desta bateria, com 16,34, e pelo francês Jeremy Flores (16,10).

Alejo Muniz, que retorna de uma cirurgia no joelho lesionado em outubro do ano passado em etapa francesa do Circuito Mundial, mostrou força ao contabilizar 13,13 pontos, mas acabou sendo o pior de um série que teve como ganhador o taitiano Michel Bourez (14,17) e o sul-africano Jordy Smith (14,04) como segundo colocado.

Caio Ibelli, por sua vez, somou 14,60 pontos e acabou sendo o pior de uma bateria vencida pelo norte-americano Nat Young (15,93), este seguido de perto pelo australiano Matt Banting (15,53).

Já os paulistas Miguel Pupo e Wiggolly Dantas acabaram não competindo porque as três últimas baterias da rodada inicial foram adiadas por causa do forte vento que deixou o mar muito balançado, afetando a qualidade das ondas durante a parte da tarde.

LÍDER EM GRANDE FASE - Bem antes disso ocorrer, o australiano Matt Wilkinson, que faturou as etapas de Gold Coast e Bells Beach, deu continuidade ao ótimo momento que vive ao vencer a terceira bateria do dia ao contabilizar 12,67 pontos, superando com folga o australiano Stuart Kennedy (9,17) e o havaiano Dusty Payne (7,60). Assim, o atual líder do ranking mandou seus adversários da série para a repescagem.

Os australianos Julian Wilson e Joel Parkinson foram outros dois surfistas que venceram suas baterias de estreia e avançaram em Margaret River. A bateria de Parkinson acabou sendo a última do dia, sendo que a próxima seria a do astro Kelly Slater, cancelada por causa das condições ruins do mar. O norte-americano, 11 vezes campeão mundial, estreará contra o seu compatriota Kolohe Andino e contra o brasileiro Miguel Pupo.

Já Wiggolly Dantas, outro que teve sua bateria adiada, estreará contra os australianos Josh Kerr e Jay Davies. Outra série adiada envolverá a disputa entre o australiano Adrian Buchan e os havaianos John John Florence e Sebastian Zietz.