24°
Máx
17°
Min

7º Beal Open termina como um dos maiores importantes torneios de tênis do Sul do Brasil

Foto: Assessoria - 7º Beal Open termina como um dos maiores importantes torneios de tênis do Sul do Brasil
Foto: Assessoria

Com 275 inscritos, 260 partidas realizadas e 26 finais disputadas terminou ontem(segunda-05/06) o 7º Beal Open de Tênis. O número de inscritos superou todas as previsões, tornando-se um dos maiores do Paraná.

Realizado pela a sétima vez consecutiva e com um premiação em dinheiro de R$ 8 mil, uma das maiores da modalidade, o Beal Open é o único torneio FPT 1000 no primeiro semestre de 2016. Isso quer dizer que o campeão do torneio leva 1.000 pontos no ranking da Federação Paranaense de Tênis.

Consolidado como um dos maiores torneios do interior do sul do País, o Beal Open passou a fazer parte do calendário da Confederação Brasileira de Tênis. O campeão também leva 1.000 pontos no ranking da CBT. Essa pontuação é importante para os tenistas que pretendem disputar torneios da ATP – a associação mundial, como o Future e o Challenger realizados em todo mundo.

União dos clubes

Nessa edição, o Beal Open teve partidas realizadas em três clubes da cidade: Country, Comercial e A.A.B.B. Com o grande número de participantes, as oito quadras do Country não comportariam o número de partidas previsto. Segundo o coordenador técnico do evento, Roberto Bueno, os três clubes têm tradição na modalidade e muitos participantes do torneio são associados a eles. “Em grandes eventos, os clubes se unem e mostram a força do tênis cascavelense”, completa Bueno.

Exemplo

O Beal Open é a quarta etapa do Paranaense de Tênis organizado pela FPT. PC Soares, coordenador da Federação supervisionou a realização do evento. Segundo ele, o  Beal Open é um grande exemplo de incentivo ao tênis. Os patrocínios são importantes para que a modalidade seja difundida e os atletas possam participar e assistir a jogos de alto nível na categoria 1ª Masculino Adulto, onde participam os atletas profissionais que buscam subir no ranking e disputar torneios mundiais.

Patrocínio

E são os patrocínios que permitiram ao Beal Open consolidar a tradição de um dos melhores torneios da modalidade no sul do Brasil.

O coordenador geral do evento, Paulo Beal, destaca que as parcerias para patrocínio e para a estrutura do evento são fundamentais para que o evento aconteça. “São investimentos que tem retorno no fortalecimento do esporte como formador de cidadania, no fortalecimento de laços familiares e fraternais, pois os atletas são acompanhados pelos país e familiares, seus grandes incentivadores”, destaca Paulo.

Neste ano, o evento contou com o patrocínio da AMBEV, Lacta, Prefeitura de Cascavel, Beal e Festval.

Turismo de eventos

Cascavel é um grande centro de turismo de eventos e o esporte tem grande força na atração de turistas à cidade. Alisson Ramos da Luz, secretario de comunicação, destaca a importância do esporte na geração de renda para a cidade: Cascavel é uma cidade de turismo de eventos. Eventos de negócios e eventos de esporte. Assim com o autódromo e os jogos abertos que já sediamos várias vezes, o Beal Open atrai tenistas de outras cidades e de outros estados que movimentam a economia da cidade”.

Campeões

A categoria mais disputada é a Primeira Classe Masculino. Os atletas dessa categoria disputam torneios profissionais e vão em busca de pontos nos rankings e nos pr6emios que ajudam a bancar os gastos com a modalidade.

Nessa edição, a final foi disputada pelo maringaense Gustavo Andrade e o londrinense Felipe Garla. Gustavo sagrou-se campeão com 2x0, com parciais de 6x3 e 6x2.

Gustavo superou problemas musculares graves que o afastaram por mais de seis meses das competições e o ameaçaram de não poder jogar mais profissionalmente.

Resultados

As tabelas de jogos e os resultados podem ser acessados no site da Federação – www.fpt.com.br.

Colaboração: Assessoria