23°
Máx
12°
Min

André Sá perde final nas duplas e Verdasco leva título de simples em Bucareste

(Foto: Divulgação)  - André Sá perde final nas duplas e Verdasco leva título de simples em Bucareste
(Foto: Divulgação)

O brasileiro André Sá ficou com o vice-campeonato da chave de duplas do Torneio de Bucareste, ATP 250 disputado em quadras de saibro. Nesta segunda-feira, no complemento da final, o mineiro e o australiano Chris Guccione foram batidos pelos romenos Florin Mergea e Horia Tecau por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4, em 1 hora e 12 minutos.

A final da chave de duplas do Torneio de Bucareste estava marcada para ser realizada no último domingo, quando só teve o primeiro set disputado em razão da chuva. Assim, o duelo só pôde ser concluído nesta segunda-feira, quando a dupla da casa e cabeça chave número 1 se deu melhor, assegurando o título do ATP 250 romeno.

No complemento da partida, Sá e Guccione converteram o único break point que tiveram, mas perderam o saque duas vezes, a última delas no sétimo game, para Mergea e Tecau, o que provocou a derrota por 6/4. Assim, os romenos comemoraram a conquista em casa.

A final desta segunda-feira foi a 27ª de Sá, sendo que ele venceu dez delas. Em parceria com Guccione, está foi a terceira decisão do brasileiro no circuito da ATP, com um título conquistado, em Nottingham, no ano passado, e dois vices, em Shenzhen, também em 2015, e agora este em Bucareste.

FINAL DE SIMPLES - Assim como ocorreu com a chave de duplas, a definição da disputa de simples em Bucareste ficou para esta segunda-feira. E quem se deu melhor foi o espanhol Fernando Verdasco, número 60 do mundo, que superou o francês Lucas Pouille, 55º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, em 1 hora e 13 minutos.

No primeiro set, Verdasco conseguiu a única quebra de serviço da parcial no quarto game. Embalado pela vitória, o espanhol começou o segundo set com mais uma quebra de saque e conseguiu outra no quinto game, encaminhando o seu triunfo, dessa vez por 6/2.

Com a vitória, Verdasco, um ex-Top 10, assegurou o sétimo título da sua carreira, sendo o primeiro desde 2014. Já Pouille disputava a sua primeira decisão no circuito mundial do tênis.