22°
Máx
14°
Min

Andy Murray é surpreendido por Delbonis e cai precocemente em Indian Wells

(Foto: Divulgação)  - Andy Murray é surpreendido por Delbonis e cai precocemente em Indian Wells
(Foto: Divulgação)

Número 2 do ranking mundial, Andy Murray já se despediu de Indian Wells, torneio de nível Masters 1000 que é considerado um dos mais importantes do Circuito Mundial. Jogando nesta segunda-feira diante do argentino Federico Delbonis, apenas o 53.º do ranking mundial, fez uma partida de mais de duas horas e 45 minutos e sucumbiu em três sets, com parciais de 4/6, 6/4 e 7/6 (7/3).

O britânico ficou de bye na primeira rodada e estreou batendo o espanhol Marcel Granollers por 2 a 0 na noite de sábado. Eliminado uma fase antes das oitavas de final, Murray mantém a sina de nunca ter ganho em Indian Wells. Em 10 participações, fez uma final (perdeu de Nadal em 2009) e duas semifinais.

Indian Wells era apenas o segundo torneio do calendário de Murray na temporada. O britânico só havia jogado o Aberto da Austrália, onde perdeu a final para Novak Djokovic. Desde o revés diante do russo Teymuraz Gabashvili, à época 53.º, em Washington, em agosto do ano passado, ele não perdia para um rival tão mal ranqueado.

Já Delbonis, de 25 anos, alcançou nesta segunda-feira uma das maiores vitórias da carreira, só comparável ao triunfo sobre Roger Federer, à época quinto do mundo, que o levou à final do Torneio de Hamburgo de 2013 - depois perdeu para o italiano Fabio Fognini. O argentino chegou a disputar diversos torneios de nível challenger na temporada passada para se recuperar no ranking.

Delbonis começou o jogo bem e conseguiu a quebra logo no terceiro game. Murray, entretanto, não se abalou e devolveu logo em seguida. Com alto aproveitamento do primeiro serviço, o argentino conseguiu nova quebra no sétimo game, manteve duas vezes o saque e fechou o primeiro set em 6/4.

No segundo set, cada tenista confirmou seu saque sem grandes dificuldades até o oitavo game, quando Delbonis teve dificuldades de pontuar. Murray não desperdiçou a chance seguinte, no 10.º game. Conseguiu a quebra e empatou o jogo, devolvendo o 6/4.

Murray deu a impressão de que levaria a partida ao abrir 4/1 no terceiro set. Delbonis se recuperou, devolveu a quebra e deixou tudo igual. O argentino voltou a quebrar o rival no 11.º game, sacando para o jogo. Aí foi a vez de o britânico mostrar poder de recuperação, devolver a quebra no game decisivo e levar tudo para o tie-break.

Novamente Murray saiu na frente, com um mini-break, mas o argentino não se abalou. Devolveu o mini-break, pontuou no seu serviço, e depois conseguiu mais dois pontos no serviço do rival. Com uma devolução de Murray para fora, Delbonis fechou o tie-break em 7/3 e o jogo em 2 a 1.

Nas oitavas de final, Delbonis joga contra quem vencer o duelo entre o espanhol Albert Ramos-Vinolas e o francês Gael Monfils. Pela mesma chave, também nesta segunda-feira, o canadense Milos Raonic contou com a desistência do australiano Bernard Tomic, contundido, para vencer no segundo set.

Cabeça de chave número 15, o belga David Goffin confirmou o favoritismo e venceu o argentino Guido Pella por 2 a 1 (4/6, 6/3 e 6/2), enquanto o francês Richard Gasquet, décimo do ranking mundial, fez 2 a 1 no ucraniano Alexandr Dolgopolov (2/6, 6/2 e 6/1).