28°
Máx
17°
Min

Após lesão, Federer diz 'ainda não estar 100%' e desiste de Roland Garros

(Foto: Claudio Onorati/EPA) - Após lesão, Federer diz 'ainda não estar 100%' e desiste de Roland Garros
(Foto: Claudio Onorati/EPA)

Roger Federer surpreendeu nesta quinta-feira ao anunciar a sua desistência desta edição de Roland Garros, cujas chaves principais começarão a ser disputadas neste domingo, em Paris. O tenista suíço admitiu ainda não ter recuperado plenamente a sua melhor condição física, que ficou prejudicada por uma lesão nas costas, e assim ele irá interromper uma incrível sequência de 65 participações consecutivas em torneios de Grand Slam, que já é um recorde no circuito profissional.

"Lamento anunciar que eu tomei a decisão de não jogar neste ano no Aberto da França. Tenho feito progresso com meu condicionamento físico geral, mas ainda não estou 100% e sinto que poderia assumir um risco desnecessário ao jogar neste momento antes de estar realmente pronto", afirmou o atual terceiro colocado do ranking mundial, por meio de um comunicado oficial.

Em seguida, Federer lembrou que não pode comprometer a continuidade de sua trajetória como tenista atuando no Grand Slam francês. "Essa decisão não foi fácil de tomar, mas eu tomei para garantir que poderei jogar no restante da temporada e ajudar a prolongar o restante da minha carreira", enfatizou.

Por fim, o suíço assegurou que se manterá "motivado e empolgado como sempre" e que continuará firme com o "plano de alcançar o mais alto nível físico antes de voltar ao circuito da ATP para a temporada de grama". "Sinto muito pelos meus fãs em Paris, mas estou ansioso para retornar a Roland Garros em 2007", encerrou.

A ausência de Federer do Grand Slam realizado em quadras de saibro é mais um capítulo de uma temporada complicada do tenista. No início de fevereiro, ele já precisou ser submetido a uma cirurgia no joelho após ter rompido o menisco um dia depois de disputar a semifinal do Aberto da Austrália.

Já na temporada de saibro, as dores nas costas o deixaram de fora do Masters 1000 de Madri e depois o impediram de render o seu melhor tênis no Masters de Roma, onde foi eliminado nas oitavas de final pelo austríaco Dominic Thiem, na semana passada.