22°
Máx
17°
Min

Bellucci leva virada e cai na estreia para alemão em Gstaad

(Foto: Divulgação)  - Bellucci leva virada e cai na estreia para alemão em Gstaad
(Foto: Divulgação)

Duas vezes campeão do Torneio de Gstaad, Thomaz Bellucci dessa vez não passou da sua estreia no ATP 250 suíço, disputado em quadras de saibro. Nesta quinta-feira, o número 49 do mundo foi eliminado ao perder para o alemão Dustin Brown, 99º colocado no ranking, por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 7/6 (7/4) e 6/1, em 1 hora e 30 minutos.

O torneio em Gstaad é um dos que Bellucci mais costuma se dar bem no circuito mundial, tanto que além dos títulos em 2009 e 2012, ele foi semifinalista no ano passado. Agora, porém, depois de liderar o Brasil no triunfo sobre o Equador pela Copa Davis - ele venceu os dois jogos de simples que disputou no último fim de semana em Belo Horizonte -, decepcionou no evento suíço e deverá perder posições na próxima atualização do ranking da ATP.

Bellucci até teve um bom início de jogo diante de Brown. O brasileiro dominou o primeiro set, quando converteu três de nove break points e só perdeu o seu saque uma vez, aplicando 6/2.

O segundo set foi bem mais equilibrado. Cada tenista conseguiu uma quebra de serviço e desperdiçou dois break points. As chances perdidas por Bellucci, porém, custaram mais caro, pois foram match points, quando ele liderava o placar por 6/5. Mas ele não aproveitou e acabou sendo batido no tie-break.

A chance desperdiçada parece ter abalado Bellucci. O brasileiro perdeu o seu saque duas vezes no começo do terceiro set, não conseguiu ameaçar o saque de Brown e foi facilmente superado por Brown, que assim avançou às quartas de final do Torneio de Gstaad.

DUPLAS - Outro brasileiro foi derrotado nesta quinta-feira na competição suíça. Pelas quartas de final da chave de duplas, o brasileiro Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell perderam para o croata Mate Pavic e o também neozelandês Michael Venus por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 7/6 (7/5), em 1 hora e 32 minutos.

O duelo foi bastante equilibrado, tanto que acabou sendo definido em dois tie-breaks. Cada dupla conseguiu uma quebra de saque, ambas na primeira parcial, mas foi Pavic e Venus, cabeças de chave número 1 em Gstaad, que se deram melhor.