28°
Máx
17°
Min

Bruno Soares cai nos EUA e Marcelo Melo segue no topo do ranking de duplas

Último brasileiro que ainda estava vivo em uma das disputas do Masters 1000 de Indian Wells, Bruno Soares acabou eliminado nesta quinta-feira nas quartas de final da disputa de duplas masculinas da competição norte-americana. Atuando ao lado do britânico Jamie Murray, o tenista foi derrotado pela dupla espanhola formada por Marc e Feliciano López, que venceram por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (2/7), 7/6 (7/2) e 10/8.

A derrota, porém, teve um lado positivo para o tênis brasileiro. O resultado evitou que o irmão de Andy Murray assumisse o topo do ranking de duplas, que segue nas mãos de Marcelo Melo, eliminado já na estreia em Indian Wells ao lado do croata Ivan Dodig. Jamie precisava de apenas mais um triunfo para chegar à liderança, na qual nunca um britânico figurou entre os duplistas.

Cabeças de chave número 4 em Indian Wells, Soares e Murray vinham de uma sequência de 12 vitórias seguidas, sendo que conquistaram nesta temporada os títulos do Torneio de Sydney e do Aberto da Austrália. A ironia para o brasileiro e o britânico é que as únicas duas derrotas sofridas no ano até aqui, em 14 partidas, foram justamente para Marc e Feliciano López, que também haviam levado a melhor sobre os adversários no Torneio de Doha.

Na partida encerrada na noite desta quinta nos Estados Unidos, cada dupla conquistou uma quebra de saque no primeiro set, que acabou sendo decidido no tie-break e teve o brasileiro e o britânico bem superiores, fechando o desempate em 7/2.

No segundo set, desta vez sem quebras para nenhum dos lados, mais uma vez ocorreu um tie-break, no qual os espanhóis devolveram o placar de 7/2 para empatar o jogo. Já no match tie-break, também muito equilibrado, Marc e Feliciano foram um pouco melhores e acabaram liquidando o confronto em 10/8.

SIMPLES - No único jogo encerrado até o final da noite desta quinta-feira (no horário de Brasília) na chave de simples masculina em Indian Wells, o belga David Goffin embalou de vez para se tornar o primeiro tenista garantido nas semifinais. Depois de surpreender o suíço Stan Wawrinka, terceiro tenista do ranking, desta vez ele superou o croata Marin Cilic, 12º cabeça de chave, com uma vitória por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/2.

Assim, ele se credenciou para enfrentar na próxima fase o vencedor do confronto entre o canadense Milos Raonic e o francês Gael Monfils, que estava programado para ser encerrado só no início da madrugada desta sexta nos Estados Unidos.