23°
Máx
12°
Min

Com hesitação no início, Bellucci perde de Berdych na semifinal em Shenzhen

Foto: Cristiano Andujar/ CBT - Com hesitação no início, Bellucci perde de Berdych em Shenzhen
Foto: Cristiano Andujar/ CBT

Com um início oscilante e lentidão na resposta na segunda parcial, Thomaz Bellucci foi eliminado pelo favorito Tomas Berdych neste sábado, na semifinal do Torneio de Shenzhen. O brasileiro foi derrotado por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/5, em 1h21min de confronto na competição chinesa de nível ATP 250.

O número 1 do Brasil vinha embalado por uma de suas melhores atuações na temporada. Nas quartas de final, ele havia eliminado o australiano Bernard Tomic, uma das promessas da nova geração, por duplo 6/2. No entanto, não conseguiu repetir a atuação contra o atual número nove do mundo e atual campeão em Shenzhen.

Em comparação a jogo das quartas de final, Bellucci caiu de rendimento no saque. Se contra Tomic ele acertara 14 aces, neste sábado foram apenas quatro. A oscilação no serviço - cometeu ainda duas duplas faltas - custou caro ao brasileiro, que sofreu seis quebras, em dez chances cedidas ao rival.

A irregularidade de Bellucci foi maior no set inicial, quando demorou para "entrar" no jogo. Já na segunda parcial o brasileiro até esboçou reação. Foi quando conseguiu se impor no saque do tenista da República Checa e ganhou ritmo em quadra. Mais solto, equilibrou a partida. No entanto, parou na experiência de Berdych, que tratou de fechar a partida sem dar espaço para o aumento da confiança do brasileiro.

Apesar da queda, Bellucci tem motivos para comemorar. Emplacou uma boa sequência de vitórias no circuito, o que não vinha conseguindo fazer, e somou pontos importantes no ranking. De 81º, deve passar para o 66º lugar na lista a ser atualizada na próxima segunda-feira. Assim, praticamente acaba com a possibilidade de ser superado como número 1 do Brasil por Thiago Monteiro até o fim da temporada.

Enquanto Bellucci já pensa na sequência do ano, Berdych projeta o bicampeonato em Shenzhen. Na final, o checo vai enfrentar outro rival experiente. Trata-se do francês Richard Gasquet. O terceiro cabeça de chave não precisou fechar a partida da semifinal, neste sábado, para avançar. Isso porque o sérvio Janko Tipsarevic abandonou a partida na segunda parcial, quando perdia por 6/2 e 4/1.

A final, na madrugada deste domingo, vai desempatar o retrospecto entre os dois tenistas no circuito profissional. Em 14 jogos, cada um venceu sete partidas. Berdych levou a melhor na última partida, disputada no Masters 1000 de Miami, no início deste ano.

SEM FAVORITOS EM CHENGDU - Em outro torneio disputado na China nesta semana, os favoritos decepcionaram nas semifinais. O búlgaro Grigor Dimitrov, terceiro cabeça de chave, foi batido pelo espanhol Albert Ramos, quinto pré-classificado, por 7/6 (8/6), 1/6 e 7/6 (7/3). Já o sérvio Viktor Troicki caiu diante do russo Karen Khachanov por 6/3 e 7/5.

A final de Chengdu será o terceiro confronto entre Ramos, 31º do ranking, e Khachanov, atual 101º da lista da ATP. Cada um venceu uma das duas partidas já disputadas entre os dois tenistas no circuito profissional.