22°
Máx
16°
Min

De virada, Del Potro elimina Wawrinka e vai à 3ª rodada em Wimbledon

Num dos duelos mais aguardados deste início de Wimbledon, o argentino Juan Martín del Potro exibiu seu conhecido poder de superação para derrubar o suíço Stan Wawrinka, atual número quatro do mundo, nesta sexta-feira, pela segunda rodada. O ex-Top 10 saiu atrás no placar, mas buscou a virada e fechou o jogo por 3 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/3, 7/6 (7/2) e 6/3, na tradicional grama londrina.

A partida, assim como toda a rodada desta sexta, começou atrasada em razão da chuva. O mau tempo, que vem preocupando os organizadores, obrigou o fechamento do teto retrátil para a disputa entre Del Potro e Wawrinka - as demais partidas foram sendo retomadas ao longo da tarde, em Londres, quando a chuva deu uma trégua.

Em Wimbledon, Del Potro disputa seu primeiro Grand Slam desde o Aberto da Austrália de 2014. O argentino faz neste ano seu retorno às quadras de forma mais consistente, após sofrer com uma série de lesões. Entre idas e vindas, ele despencou no ranking (o que viabilizou um confronto tão importante já na segunda rodada) e perdeu ritmo de jogo.

Nesta sexta, porém, Del Potro deu sinais de que aos poucos está retomando seu velha e ótima forma. Atualmente na 165ª colocação do ranking, o argentino oscilou no set inicial, enquanto Wawrinka parecia mais solto em quadra. O suíço cravou 12 bolas vencedoras na parcial, contra apenas três de Del Potro.

Porém, no segundo set, o argentino começou a se impor em quadra. Faturou uma quebra de saque e abriu vantagem suficiente para fechar a parcial, empatando a partida. No terceiro set, ele precisou conter o forte saque de Wawrinka, que tentava voltar ao jogo. Mais equilibrado, o set foi decidido no tie-break, com ligeira superioridade do argentino.

Na quarta parcial, Del Potro demonstrou estar melhor em quadra desde o início. Teve três chances para quebrar o saque do rival e aproveitou uma delas. Wawrinka sequer ameaçou o serviço do argentino, que soube aproveitar os vacilos do rival para fechar o jogo, após 2h43min de confronto.

Wawrinka terminou a partida com 48 erros não forçados, contra 25 do argentino. As falhas se deveram em parte aos lances mais arriscados. O suíço cravou, no total, 47 bolas vencedoras, diante de 23 de Del Potro. Foi a quarta vitória do argentino sobre o suíço, que tem dois triunfos no retrospecto direto.

Na terceira rodada, o tenista da Argentina vai enfrentar o vencedor do confronto entre o francês Lucas Pouille e o norte-americano Donald Young.