22°
Máx
16°
Min

Djokovic derrota Murray em três sets e é campeão pela segunda vez em Madri

(Foto: Divulgação)  - Djokovic derrota Murray em três sets e é campeão pela segunda vez em Madri
(Foto: Divulgação)

Pela segunda vez na carreira, o sérvio Novak Djokovic é campeão do Masters 1000 de Madri, disputado em quadras de saibro na capital da Espanha. Para repetir o feito de 2011, o atual número 1 do mundo teve trabalho para derrotar o britânico Andy Murray, o segundo colocado do ranking da ATP, por 2 sets a 1 - com parciais de 6/2, 3/6 e 6/3, em 2 horas e 6 minutos. Só o último game, com saque de Djokovic, teve mais de 13 minutos de duração - foram sete break points para o escocês antes de o sérvio fechar em seu terceiro match-point.

A conquista em Madri é a 29.ª de Djokovic em torneios da série Masters 1000, fazendo com que se torne novamente líder isolado nesta estatística - estava empatado com o espanhol Rafael Nadal. Na carreira profissional, são agora 64 títulos em 90 finais disputadas. Só nesta temporada são cinco troféus - além de Madri, venceu Aberto da Austrália, Masters 1000 de Indian Wells e de Miami e o ATP 250 de Doha, no Catar.

Velho conhecido no circuito profissional, Djokovic ampliou a sua vantagem nos confrontos diretos contra Murray. Agora são 23 vitórias em 32 partidas, sendo 12 nos últimos 13 duelos. Em finais, o sérvio também está na frente: 9 a 6.

A derrota na decisão terá reflexos para Murray no ranking mundial. Na atualização desta segunda-feira, o escocês perderá a segunda colocação para o suíço Roger Federer, que não jogou em Madri, porque defendia os pontos do título do ano passado contra Nadal.

Em quadra, Djokovic foi amplamente superior no primeiro set e com duas quebras de saque conseguiu a tranquila vitória por 6/3. Na segunda parcial, Murray esticou mais as bolas e dificultou as coisas para o sérvio, que teve seu saque quebrado uma vez e perdeu por 6/3.

No terceiro e decisivo set, Djokovic começou melhor e fez 2 a 0 com uma quebra de saque. Cada foi confirmando seu serviço até o jogo ficar em 5 a 3 com saque do sérvio. Aí foram precisos mais de 13 minutos e muita emoção até a bola na rede de Murray dar mais um título para o número 1 do mundo.