24°
Máx
17°
Min

Djokovic exibe instabilidade, mas bate freguês Berdych e vai à semi em Toronto

(Foto: Philip Hall e Mike Lawrence/ Usopen.org) - Djokovic exibe instabilidade, mas bate Berdych e vai à semi em Toronto
(Foto: Philip Hall e Mike Lawrence/ Usopen.org)

Novak Djokovic exibiu instabilidade em jogo realizado na noite desta sexta-feira, mas superou Tomas Berdych por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (8/6) e 6/4, para garantir classificação às semifinais do Masters 1000 de Toronto, no Canadá. Líder do ranking mundial, o tenista sérvio precisou de exatas duas horas para derrotar o checo, hoje oitavo colocado da ATP.

O triunfo comprovou o amplo favoritismo de Djokovic, pois Berdych é um velho freguês de carteirinha e acumulou em solo canadense a sua 25ª derrota em 27 confrontos com o adversário, que apenas neste ano já havia passado pelo checo em outras três ocasiões: no Torneio de Doha, no Masters 1000 de Miami e em Roland Garros.

Djokovic, porém, chegou a flertar com o risco de ser surpreendido nesta sexta-feira. Depois de conquistar uma quebra de saque e abrir vantagem de 5/2, o sérvio caiu de produção e viu Berdych empatar o primeiro set e depois levar a disputa no tie-break. E, no desempate, o checo chegou a ter três bolas para fechar a parcial ao abrir 6/3, mas o número 1 do mundo salvou os três sets points e depois fez mais dois pontos para fechar em 8/6.

Já na segunda parcial, desta vez sem ter o seu saque ameaçado por nenhuma vez por Berdych, Djokovic converteu um de três break points para abrir vantagem e depois liquidar o confronto em 6/4 com o serviço na mão, após chegar a desperdiçar dois match points no nono game.

O próximo adversário de Djokovic sairá do duelo entre o canadense Milos Raonic e o francês Gael Monfils, programado para acabar ainda na noite desta sexta-feira.

Já a outra semifinal em Toronto marcará o confronto entre o japonês Kei Nishikori e o suíço Stan Wawrinka. Na última partida realizada antes do embate entre Djokovic e Berdych, o tenista oriental, terceiro cabeça de chave, avançou ao derrotar o búlgaro Grigor Dimitrov por 2 sets a 1, com 6/3, 3/6 e 6/2.