23°
Máx
12°
Min

Djokovic sofre, mas supera Goffin e disputa 7ª final em Miami

Novak Djokovic voltou a encontrar dificuldades no Masters 1000 de Miami, nesta sexta-feira, mas, como vem fazendo nos últimos dias, superou todos os obstáculos para vencer mais uma. Desta vez, desbancou o belga David Goffin e avançou a sua sétima final do torneio norte-americano.

Apesar do triunfo por 2 sets a 0 - parciais de 7/6 (7/5) e 6/4 -, Djokovic precisou suar para vencer o 15º do ranking, principalmente no set inicial. Goffin chegou a quebrar o saque do sérvio e levou o duelo para um disputado tie-break, em que teve grande oportunidade de vencer, mas desperdiçou sua chance.

Sem esconder a decepção pelo revés, o tenista da Bélgica caiu de rendimento no segundo set, ainda que tenha se esforçado para seguir "vivo" no jogo. Djokovic tirou vantagem da situação e faturou uma quebra decisiva para fechar o set e o jogo, marcado pelo equilíbrio, após 2h05min.

O duelo parelho pôde ser atestado pelos números da partida. Goffin anotou mais bolas vencedoras que Djokovic (25 a 20), mas cometeu 37 erros não forçados, diante de 29 do líder do ranking. No saque, as estatísticas também foram semelhantes. O belga anotou oito aces, contra sete de Djokovic. Cada um cometeu duas duplas faltas. O sérvio teve ligeira superioridade no aproveitamento do primeiro e segundo serviço.

Com a vitória, o número 1 do mundo fará no domingo sua quarta final em cinco torneios disputados nesta temporada até agora. Será sua sétima decisão somente em Miami, ampliando seu recorde para 11 finais seguidas em torneios de nível Masters 1000. Atual bicampeão, ele busca o sexto título na quadra dura de Miami.

Para confirmar o troféu, terá que superar o vencedor do confronto entre o australiano Nick Kyrgios e o japonês Kei Nishikori. Eles se enfrentam na noite desta sexta-feira.