28°
Máx
17°
Min

Djokovic volta a vencer por 3 sets a 0 e vai à 3ª rodada em Wimbledon

(Foto: Philip Hall e Mike Lawrence/ Usopen.org) - Djokovic volta a vencer por 3 sets a 0 e vai à 3ª rodada em Wimbledon
(Foto: Philip Hall e Mike Lawrence/ Usopen.org)

Em sua segunda vitória por três sets em dois jogos nesta edição de Wimbledon, Novak Djokovic se garantiu na terceira rodada do Grand Slam inglês ao bater o francês Adrian Mannarino com parciais de 6/4, 6/3 e 7/6 (7/5), em um dos poucos jogos que já foram encerrados nesta quarta-feira por causa da chuva que está atrapalhando pelo segundo dia consecutivo a programação de confrontos em Londres.

Líder do ranking mundial e atual bicampeão de Wimbledon, o tenista sérvio assim segue em rota suave a sua caminhada rumo ao tri consecutivo e ao tetra no geral na capital inglesa, pois também ergueu a taça de vencedor em 2011. O seu próximo adversário será o ganhador do duelo entre o brasileiro Thomaz Bellucci e o norte-americano Sam Querrey, que também está programado para acontecer ainda nesta quarta-feira, mas corre sério risco de ser transferido para quinta por causa do mau tempo na capital inglesa.

Essa foi a primeira vez que Djokovic enfrentou Mannarino, atual 55º colocado da ATP, no circuito profissional. O francês deu algum trabalho ao sérvio e até chegou a conquistar uma quebra de saque quando o rival servia para fechar o jogo no terceiro set, forçando depois a disputa do tie-break. Entretanto, o favorito controlou bem a partida e converteu três de sete break points para encaminhar o seu triunfo, determinado após duas horas e quatro minutos de duelo.

Além de contabilizar seis aces, Djokovic ganhou 84% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço. Já Mannarino acabou caindo em sets diretos também pelo fato de ter cometido 42 erros não-forçados, contra apenas 21 do sérvio.

Djokovic, assim, conquistou a sua 16ª vitória consecutiva em Wimbledon, onde ele não sabe o que é uma derrota desde quando caiu diante de Andy Murray na final de 2013 do Grand Slam inglês. Depois disso, ele faturou dois títulos vencendo ninguém menos do que o suíço Roger Federer, heptacampeão da competição. Já na decisão de 2011 o sérvio superou o espanhol Rafael Nadal, então o atual campeão em Londres.