23°
Máx
12°
Min

Em má fase, Bellucci sobe duas posições na ATP; Rogerinho entra no Top 100

Mesmo atravessando péssima fase - nesta segunda-feira sofreu a sua sexta derrota seguida na temporada -, Thomaz Bellucci subiu duas posições no ranking da ATP, que acaba de ser atualizado após as disputas da semana passada no circuito profissional. O tenista número 1 do Brasil saltou da 37ª para a 35ª posição no mesmo dia em que foi eliminado pelo espanhol Guillermo García López em sua estreia no Masters 1000 de Montecarlo.

Sem ter atuado na última semana, quando embarcou para uma série de sete torneios no saibro europeu, culminando em Roland Garros, Bellucci teve esta subida no ranking como uma espécie de "consolo" para quem voltará a jogar já na próxima semana, no Torneio de Barcelona, de nível ATP 500, antes de disputar o ATP 250 de Munique e os Masters 1000 de Madri e Roma. Depois disso, o seu calendário ainda prevê participação no ATP 250 de Genebra, que começa no dia 15 de maio, uma semana antes do início do Grand Slam realizado em Paris.

Bellucci embarcou rumo a Montecarlo ainda sem um diagnóstico sobre as dificuldades físicas que vêm atrapalhando seu rendimento em quadra. Há pouco mais de duas semanas, ele caiu na estreia do Masters 1000 de Miami após sofrer com o forte calor e a alta umidade que o impediram de terminar este confronto nos Estados Unidos.

E nesta segunda-feira o brasileiro acabou subindo no ranking ao ser beneficiado pelas quedas do eslovaco Martin Klizan e do norte-americano Sam Querrey. O primeiro deles despencou da 28ª para a 37ª posição, enquanto o segundo passou da 35ª para a 39ª colocação.

Outra novidade envolvendo um tenista do Brasil no ranking atualizado nesta segunda-feira foi a entrada de Rogério Dutra Silva no Top 100. Ele subiu três postos e assumiu justamente o 100º lugar, mesmo após ser eliminado na segunda rodada do Challenger de Nápoles, na semana passada, na Itália. Assim como Bellucci, o atual número 2 do País contou com quedas de outros tenistas na listagem para ingressar no grupo dos cem mais bem colocados.

Outro brasileiro que subiu três posições no ranking nesta segunda-feira foi André Ghem, que passou do 168º para o 165º lugar. Já a revelação Thiago Monteiro, de 21 anos de idade, entrou pela primeira vez no Top 200 ao subir da 208ª para a 200ª colocação. Surpreendente algoz do francês Jo-Wilfried Tsonga e o espanhol Nicolás Almagro respectivamente no Rio Open e no Brasil Open deste ano, ele figura como sexto tenista do País. À frente dele entre os seus compatriotas também estão João Souza, o Feijão, em 187º, e Guilherme Clezar, o 194º.

Já no grupo dos 20 mais bem colocados a única mudança de postos envolveu o francês Gilles Simon e o sul-africano Kevin Anderson, que trocaram de posição e agora figuram respectivamente em 18º e 19º lugares. A liderança disparada segue nas mãos do sérvio Novak Djokovic, com 16.540 pontos, mais do que o dobro do que possui o britânico Andy Murray, vice-líder com 7.815. Já o suíço Roger Federer vem logo atrás do escocês, em terceiro lugar, com 7.695.

Confira o ranking atualizado da ATP:

1) Novak Djokovic (SER), 16.540 pontos

2) Andy Murray (GBR), 7.815

3) Roger Federer (SUI), 7.695

4) Stan Wawrinka (SUI), 6.370

5) Rafael Nadal (ESP), 4.955

6) Kei Nishikori (JAP), 4.490

7) Tomas Berdych (RCH), 3.630

8) David Ferrer (ESP), 3.370

9) Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 3.130

10) Richard Gasquet (FRA), 2.840

11) Marin Cilic (CRO), 2.770

12) Milos Raonic (CAN), 2.740

13) David Goffin (BEL), 2.560

14) Dominic Thiem (AUT), 2.420

15) John Isner (EUA), 2.235

16) Gael Monfils (FRA), 2.220

17) Roberto Bautista (ESP), 2.015

18) Gilles Simon (FRA), 1.900

19) Kevin Anderson (AFS), 1.840

20) Nick Kyrgios (AUS), 1.765

35) Thomaz Bellucci (BRA), 1.165

100) Rogério Dutra Silva (BRA), 564

165) André Ghem (BRA), 341

187) João Souza (BRA), 292

194) Guilherme Clezar (BRA), 280

200) Thiago Monteiro (BRA), 264