28°
Máx
17°
Min

Ex-presidente da Wada diz que Sharapova cometeu 'negligência deliberada'

(Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas) - Ex-presidente da Wada diz que Sharapova cometeu 'negligência deliberada'
(Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas)

Ex-presidente da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês), Dick Pound declarou nesta quarta-feira que Maria Sharapova é culpada por "negligência deliberada" por ter utilizado o medicamento Meldonium, também conhecido como Mildronato, e revelou que as autoridades do tênis sabiam que muitos jogadores a utilizavam antes de ser proibida neste ano.

Pound disse à agência de notícias Associated Press que Sharapova pode receber uma suspensão de até quatro anos, a menos que possa provar circunstâncias atenuantes para explicar seu resultado positivo para Meldonium em exame antidoping realizado durante o Aberto da Austrália, em janeiro.

O Meldonium, um medicamento criado para tratar doenças do coração, foi adicionado à lista de substâncias proibidas da Wada em 1º de janeiro, após as autoridades perceberam que havia uso generalizado da substância entre os atletas.

Ao anunciar seu teste positivo em uma entrevista coletiva, em Los Angeles, na última segunda-feira, Sharapova disse que ela usou a substância por dez anos para vários problemas médicos. A dona de cinco títulos do torneios do Grand Slam e mulher mais bem paga no esporte mundial declarou não ter percebido que o Meldonium havia se tornado uma substância proibida este ano, assumindo total responsabilidade por seu erro.

"Um atleta nesse nível tem de saber que haverá testes, tem de saber de que tudo o que está tomando não está na lista, e foi negligência deliberada esquecer isso", disse Pound. "Ela foi avisada com antecedência. A publicação da Wada é pública. Ela não prestou nenhuma atenção a ela. A associação de tênis emitiu várias advertências, nenhum dos quais ela aparentemente leu", acrescentou.

O atual presidente da Wada, Craig Reedie, também questionou as razões para a substância ter sido utilizada pela atleta. "Se as informações são verdadeiras e isso estava acontecendo quando ela era adolescente, em seguida, você começa a se perguntar por que uma droga que é, basicamente, para ajudar a problemas cardíacos foi administrada", disse.

Pound revelou que dirigentes do tênis haviam indicado à Wada que vários jogadores estavam utilizando a substância e sugeriu a possibilidade de colocá-la na lista de proibidas. "É claro que dentro do círculo de tênis, pelo menos, eles estavam cientes de que uma grande quantidade de jogadores estavam usando e disseram que deveria haver algo para isso, se referindo à lista da Wada", afirmou.

Até agora, Sharapova é a única tenista que testou positivo para Meldonium, mas atletas de outros esportes já foram pegos neste ano em exames com a substância, que ajuda na captação de oxigênio e melhora a resistência.

Sharapova está provisoriamente suspensa pela Federação Internacional de Tênis, que vai realizar audiências sobre o caso e decidir sobre a pena. "Ela pode pegar até quatro anos de suspensão por isto", disse Pound. "Haverá uma revisão de tudo e podem existir fatores atenuantes, mas não muitos saltam à mente".