20°
Máx
14°
Min

Federer salva 3 match points, bate Cilic de virada e vai à semifinal em Wimbledon

Roger Federer  precisou salvar três match points para vencer o croata Marin Cilic (Foto: Philip Hall/ usopen.org)  - Federer salva 3 match points e vai à semifinal em Wimbledon
Roger Federer precisou salvar três match points para vencer o croata Marin Cilic (Foto: Philip Hall/ usopen.org)

Heptacampeão de Wimbledon, Roger Federer sofreu muito nesta quarta-feira para se manter vivo na luta pelo seu oitavo título do Grand Slam realizado em Londres. Terceiro cabeça de chave desta edição da tradicional competição, o suíço precisou salvar três match points para vencer o croata Marin Cilic por 3 sets a 2, de virada, com parciais de 6/7 (4/7), 4/6, 6/3, 7/6 (11/9) e 6/3, e avançar às semifinais.

Vencedor na grama de Wimbledon em 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2012, o recordista de títulos de Grand Slam só triunfou nesta quarta após 3 horas e 17 minutos de partida contra o atual 13º colocado do ranking mundial.

Pouco inspirado nos dois primeiros sets, Federer foi derrotado no tie-break da parcial inicial após os dois tenistas confirmarem todos os seus saques e forçarem a disputa do desempate. Em seguida, Cilic aproveitou a única chance que teve de quebrar o serviço do suíço na segunda parcial para abrir vantagem e fazer 6/4, colocando ainda mais pressão sobre o seu adversário.

E a pressão ficou maior ainda quando Cilic conseguiu três chances de quebra no sexto game do terceiro set e liderava por 3/2. Federer, porém, se safou com o saque na mão, empatou o jogo e depois ganhou três games em sequência ao confirmar os seus serviços e converter um break point no quinto game.

E o atual terceiro colocado da ATP passou por apuros ainda maiores no quarto set, no qual Cilic teve um match point quando liderava em 5/4 e depois um outro quando vencia por 6/5, mas suíço o conseguiu se salvar nas duas vezes com o saque na mão e forçou o tie-break. No desempate, por sua vez, o heptacampeão teve dois set points ao abrir 6/4, mas o croata salvou os dois e depois virou para 7/6, conquistando novo match point. Federer, entretanto, se salvou de novo e depois fez 8/7 ao levar a melhor em uma bela disputa na rede.

Em bela atuação, o croata empatou a disputa em 8/8 ao acertar uma linda paralela, mas depois sentiu a pressão ao cometer um dupla falta e ficar em desvantagem de 9/8. Irregular, Federer desperdiçou novo set point, mas depois fez dois pontos seguidos e converteu o seu quinto ponto do set para fechar em 11/9 e empatar o confronto.

O novo revés acabou pesando para Cilic, que acabou levando uma quebra de saque no oitavo game do quinto set e viu Federer sacar para fechar em 6/3. No fim, o suíço triunfou em um jogo no qual contabilizou 27 aces, contra 23 do croata, que também pagou caro pelos seus 36 erros não forçados, contra 24 do suíço.

Essa foi a sexta vitória de Federer em sete confrontos com Cilic, que havia levado a melhor no último duelo entre os dois, em 2014, quando venceu o suíço por 3 sets a 0 na semifinal do US Open e depois de sagrou o surpreendente campeão do Grand Slam realizado em Nova York.

O rival de Federer nas semifinais já foi definido nesta quarta-feira. Trata-se do canadense Milos Raonic, sexto cabeça de chave e sétimo colocado do ranking mundial, que derrotou o norte-americano Sam Querrey por 3 sets a 1, com parciais de 6/4, 7/5, 5/7 e 6/4.

Antes de cair diante de Raonic, o atual 41º tenista da ATP havia surpreendido ninguém menos do que o sérvio Novak Djokovic, atual bicampeão de Wimbledon e líder do ranking mundial, na terceira rodada. Querrey também eliminou o brasileiro Thomaz Bellucci na segunda fase da competição realizada em Londres.

Ainda nesta quarta, os duelos Tomas Berdych (RCH) x Lucas Pouille (FRA) e Andry Murray (GBR) x Jo-Wilfried Tsonga (FRA) definirão os outros dois semifinalistas da chave masculina em Wimbledon.