24°
Máx
17°
Min

Goffin liderará equipe da Bélgica em duelo com o Brasil na Davis

A Bélgica definiu nesta terça-feira a sua equipe para o confronto com o Brasil pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. E como já se esperava, o time será liderada por David Goffin, o seu tenista melhor ranqueado, o número 14 do mundo na lista da ATP.

Goffin decepcionou recentemente no US Open, sendo eliminado logo na primeira rodada em Nova York, pelo norte-americano Jared Donaldson. Agora ele vai voltar a defender a Bélgica na Davis no duelo marcado para Ostend, em uma quadra coberta, entre os dias 16 e 18 de setembro, e que valerá uma vaga na elite da Davis em 2017.

Se nunca enfrentou Thiago Monteiro, o número 2 do Brasil e que será o seu adversário no primeiro dia da série, Goffin possui um retrospecto equilibrado com Thomaz Bellucci, com duas vitórias para cada tenista. E foi o brasileiro quem se deu melhor no último duelo, nos Jogos Olímpicos do Rio.

Além de Goffin, o capitão da equipe belga, Johan Van Herck, também convocou Steve Darcis (106º colocado no ranking da ATP), Ruben Bemelmans (181º) e Joris de Loore, (219º) para o duelo com o Brasil.

Vice-campeã da Copa Davis em 2015, a Bélgica caiu na atual edição logo na primeira rodada, sendo superada pela Croácia. Assim, terá que disputar a repescagem para se manter no Grupo Mundial.

O caminho é o inverso realizado pelo Brasil, que venceu o Equador por 3 a 1 pelo Zonal Americano I, se garantindo nos playoffs da Davis. Agora a equipe tentará dar o passo seguinte para jogar na elite.

O capitão João Zwetsch já havia convocado a equipe com Bellucci, o número 65 do mundo, Thiago Monteiro (98º), Marcelo Melo (terceiro colocado no ranking de duplistas) e Bruno Soares (oitavo). A Bélgica venceu os dois confrontos que fez com o Brasil, em 1960 e 1993.