22°
Máx
16°
Min

Murray atropela Ferrer e pega Dimitrov na final em Pequim

(Foto: Site Oficial) - Murray atropela Ferrer e pega Dimitrov na final em Pequim
(Foto: Site Oficial)

Cabeça de chave número 1, Andy Murray está na final do Torneio de Pequim, ATP 500 disputado na capital da China. Neste sábado, o britânico não tomou conhecimento de David Ferrer, quinto favorito, e o venceu tranquilamente pela semifinal, por 6/2 e 6/3, avançando para sua nona decisão na temporada 2016.

O rival de Murray, bicampeão olímpico, será o búlgaro Grigor Dimitrov, número 20 do mundo, que conseguiu uma vaga na final depois que seu rival na semifinal, o canadense Milos Raonic, anunciou sua decisão de abandonar o torneio por contusão.

A semifinal entre Murray e Ferrer foi, assim, a única disputada este sábado em Pequim. Mas é como se nem tivesse precisado. Atual número 13 do ranking mundial, o espanhol quase não deu trabalho. Só no primeiro set, sofreu três quebras de saque, ainda que tenha devolvido uma delas, perdendo por 6/2.

Sem conseguir marcar um ace durante o jogo todo, Ferrer até melhorou seu aproveitamento no primeiro serviço no segundo set, mas novamente não conseguiu segurar a determinação de Murray, que conseguiu duas quebras e fechou com um 6/3.

Esse foi o 20.º duelo entre os dois rivais, o 14.º vencido por Murray. O britânico, só este ano, já ganhou quatro títulos: Masters 1000 de Roma, Queen's Club, Wimbledon e Olimpíada do Rio. Depois do ouro, ele perdeu a final do Masters 1000 de Cincinnati para Martin Cilic, da Croácia, caiu nas quartas do US Open, e foi superado por Juan Martin del Potro no jogo que valia a vaga na final da Copa Davis.

Já Dimitrov chega à sua terceira final do ano, ainda em busca do primeiro título na temporada, depois de perder as decisões de Istambul (para o argentino Diego Schwartzman) e Sydney (para o sérvio Viktor Troicki). Vigésimo do mundo, ele não é campeão desde que venceu no Queen's em 2014. Em Pequim, eliminou Rafael Nadal nas quartas de final.

Na semi, nem precisou entrar em quadra. Raonic, terceiro cabeça da chave, sofreu uma lesão no joelho durante a sua partida de quartas de final contra o espanhol Pablo Carreño, passou por exames na manhã deste sábado, e não foi liberado para jogar.