22°
Máx
17°
Min

Murray passa fácil por argentino e empata confronto da semifinal da Davis

Andy Murray confirmou seu favoritismo neste domingo e deixou a Grã-Bretanha em igualdade com a Argentina na briga por uma vaga na decisão da Copa Davis, para delírio da torcida em Glasgow. O número 2 do mundo fez o que dele se esperava e derrotou com facilidade Guido Pella por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/3, em pouco mais de duas horas de partida.

Com o resultado, britânicos e argentinos estão empatados em 2 a 2 na série melhor de cinco e decidirão a vaga na decisão no quinto e último jogo da disputa. Ainda neste domingo, Juan Martín Del Potro, número 64 do mundo, vai encarar Kyle Edmund, 55.º do ranking.

Murray foi o símbolo da recuperação da Grã-Bretanha, que chegou a estar perdendo por 2 a 0 nesta série. Depois de cair para Del Potro e ver Edmund perder para Pella, ele e seu irmão, Jamie, foram os responsáveis pelo primeiro ponto do país, no sábado, na partida de duplas. Agora, o tenista deixou os britânicos a uma vitória de mais uma final na Davis.

O confronto deste domingo foi bastante tranquilo para Murray. O britânico dominou as ações e impôs seu estilo, chegando a ter 16 oportunidades de quebra, das quais aproveitou cinco. Pella, por outro lado, não encontrou respostas ao longo da partida e sequer teve um break point ao longo dos três sets.

Murray só deu um susto no terceiro set, ao acusar uma lesão muscular e pedir o atendimento médico. Mas logo depois, o britânico voltou a quebrar o serviço de Pella e mostrou que o triunfo seria mesmo tranquilo.

A Argentina está em busca do sonho de disputar a final da Copa Davis pela quinta vez. Nas outras quatro ocasiões (1981, 2006, 2008 e 2011) ficou com o vice. Os britânicos, por sua vez, têm 10 títulos, sendo o ultimo no ano passado. Quem avançar, enfrenta na decisão a Croácia, que passou pela França na outra semifinal.