22°
Máx
16°
Min

Murray surpreende Nadal e vai à final do Masters 1000 de Madri

Rafael Nadal talvez seja o maior especialista no saibro de todos os tempos, mas neste sábado foi surpreendido por um tenista que está longe de ter o piso como preferido. O britânico Andy Murray superou as costumeiras dificuldades neste tipo de quadra e derrotou o espanhol por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4, para avançar à final do Masters 1000 de Madri.

Além da superioridade de Nadal no saibro, Murray teve que superar também o apoio da torcida espanhola a seu ídolo. E deu certo. Atual campeão, o britânico número 2 do mundo manteve-se na disputa pelo título e, com a ida à final, impediu que Roger Federer o ultrapassasse no ranking da ATP mesmo sem entrar em quadra nesta semana.

Murray também interrompeu uma ótima sequência de Nadal no saibro europeu. O espanhol vinha de 13 vitórias consecutivas, que lhe renderam os títulos em Montecarlo e Barcelona, além da ida às semifinais em Madri. Foi somente a segunda vitória do britânico sobre o rival neste piso, sendo que a primeira foi justamente na decisão em Madri do ano passado.

Neste sábado, Murray mostrou que estava em bom dia logo de início, ao quebrar o saque de Nadal no quarto game. Ele teve a chance de fechar o set em seu saque, com 5/3 no placar, mas permitiu uma quebra ao adversário. Foi só um susto, porque pouco depois o britânico atacou o serviço do rival e fechou o set.

A segunda parcial foi quase uma repetição da primeira. Murray buscou a quebra no sexto game e teve novamente a chance de fechar com 5/3 no placar, mas foi quebrado. Só que desta vez, o britânico foi ainda mais rápido na recuperação, venceu o game seguinte e confirmou a vitória.

Para triunfar, Murray precisou salvar 11 break points. O cabeça de chave número 2 da competição conseguiu somente sua sétima vitória diante do número 5 do mundo, em 24 confrontos já disputados.

Agora, Murray espera para conhecer seu adversário na decisão, que será definido ainda neste sábado. O número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, enfrentará o japonês Kei Nishikori, sexto colocado do ranking, na outra semifinal.