28°
Máx
17°
Min

Nadal dá trabalho, mas Djokovic vence e fará final com Raonic em Indian Wells

Bem diferente do que aconteceu nos cinco jogos anteriores que travou com Novak Djokovic, Rafael Nadal deu bastante trabalho ao rival neste sábado, nas semifinais do Masters 1000 de Indian Wells. O sérvio, porém, voltou a justificar o seu momento bem superior no cenário do tênis e derrotou o espanhol por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5) e 6/2, para ir à decisão da competição nos Estados Unidos.

Líder do ranking mundial, Djokovic assim se credenciou para enfrentar na final deste domingo, por volta das 17 horas (de Brasília), o canadense Milos Raonic, que horas mais cedo superou neste sábado o belga David Goffin por 2 sets a 1, com 6/3, 3/6 e 6/3.

Djokovic, por sinal, conquistou a sexta vitória seguida sobre Nadal, que neste ano já havia sido arrasado pelo sérvio no Torneio de Doha, no Catar, após quatro derrotas seguidas para o adversário em 2015. O espanhol não consegue vencer o atual número 1 do mundo desde a final de Roland Garros de 2014. E em todos os duelos seguintes Nadal não conseguiu ganhar nenhum set do seu rival.

Assim, Djokovic também agora ostenta duas vitórias de vantagem sobre Nadal no retrospecto geral de confrontos entre os dois. São 25 triunfos, contra 23 do quinto colocado da ATP, que neste sábado deu a impressão de que poderia empatar o retrospecto em 24 vitórias para cada lado.

Logo de cara, Nadal conseguiu uma quebra de saque e abriu 2 a 0, mas o sérvio reagiu rápido, devolveu a quebra e empatou em 2 a 2. A partir dali, os dois tenistas confirmaram todos os seus saques e levaram a disputa do primeiro set ao tie-break, no qual o sérvio começou melhor e chegou a abrir 5 a 2, mas viu o espanhol reagir e empatar, antes de cair por 7/5.

A derrota no tie-break, por sinal, parece ter exercido um forte efeito psicológico, pois Nadal não conseguiu mais manter o nível de jogo que vinha mostrando. Desta vez sem ameaçar o serviço de Djokovic por nenhuma vez, ele ainda sofreu duas quebras de saque, sendo a última no oitavo game, no qual salvou cinco match points antes de sucumbir no sexto e ver o sérvio fechar em 6/2.

Na decisão deste domingo, Djokovic irá defender uma vantagem de cinco vitórias em cinco jogos diante de Raonic, atual 14º colocado do ranking mundial. A última vez em que eles se enfrentaram foi nas quartas de final do Aberto da Austrália do ano passado. O canadense, por sua vez, nunca ganhou sequer um set do sérvio.