24°
Máx
17°
Min

Nadal sofre, mas bate Kyrgios e espera por vencedor de Djokovic x Bellucci

O espanhol Rafael Nadal sofreu bastante para confirmar seu favoritismo, mas venceu o australiano Nick Kyrgios por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (3/7), 6/2 e 6/4, nesta quinta-feira, e avançou às quartas de final do Masters 1000 de Roma.

Quinto cabeça de chave da competição disputada no saibro, o tenista espanhol agora espera pela definição do seu próximo adversário, que será conhecido ainda nesta quinta no confronto entre o sérvio Novak Djokovic, líder do ranking mundial, e o brasileiro Thomaz Bellucci.

Em ritmo de preparação para Roland Garros, que terá início no dia 22, Nadal precisou de 2h39min para superar Kyrgios, de 21 anos e 20º da ATP, que é uma das promessas do tênis atual. O triunfo de virada, por sinal, foi uma espécie de troco dado pelo espanhol, que em 2014 foi surpreendido pelo jovem australiano nas oitavas de final de Wimbledon, por 3 sets a 1, no único confronto anterior entre os dois até o duelo desta quinta em Roma.

E, como naquela ocasião no tradicional Grand Slam realizado em Londres, Nadal travou uma partida bastante equilibrada com Kyrgios. No primeiro set, cada tenista conquistou uma quebra de saque e assim eles forçaram a disputa do tie-break, no qual o australiano foi melhor para fechar em 7/3.

No segundo set, porém, o espanhol deu início a sua reação. Desta vez sem ter o serviço quebrado por nenhuma vez, ele converteu dois de quatro break points para fechar a parcial em 6/2.

No último e decisivo set, por sua vez, Kyrgios ofereceu forte resistência a Nadal, salvando seis de sete chances de quebra de saque. Entretanto, como o espanhol confirmou todos os seus serviços sem sequer ter sido ameaçado por uma única vez, acabou sendo superado por 6/4 e foi eliminado.

WAWRINKA E FERRER CAEM - Horas depois de Roger Federer ter sido surpreendido pelo austríaco Dominic Thiem, Stan Wawrinka e David Ferrer também caíram como favoritos nesta quinta-feira em Roma. Quarto cabeça de chave, o suíço acabou sendo eliminado pelo argentino Juan Monaco, hoje apenas o 114º colocado do ranking, que venceu por 2 sets a 1, de virada, com 6/7 (5/7), 6/3 e 6/4.

O próximo rival de Monaco, nas quartas de final, será justamente o algoz de Ferrer, o francês Lucas Pouille, outro azarão e atual 52º colocado do ranking. Ele superou o nono cabeça de chave em Roma com propriedade, aplicando parciais de 6/4 e 6/1.

Já o japonês Kei Nishikori fez valer a condição de sexto pré-classificado ao derrotar o francês Richard Gasquet, por 6/1 e 6/4, para também ir às quartas de final. Assim, o tenista oriental se credenciou para encarar na próxima fase o austríaco Dominic Thiem, algoz de Federer.

O escocês Andy Murray, que retomará a vice-liderança do ranking por causa da queda precoce do suíço, também confirmou o favoritismo nesta quinta. Ele arrasou o francês Jeremy Chardy, com direito a um "pneu", para fechar o jogo em 6/0 e 6/4. Seu próximo adversário sairá do confronto entre o checo Tomas Berdych e o belga David Goffin.