21°
Máx
17°
Min

'Não penso em jogar meu melhor tênis', diz Nadal no Rio Open

Maior estrela do Rio Open, Rafael Nadal admitiu nesta segunda-feira que não será na competição que ele retomará seu melhor nível nas quadras. O tenista espanhol, apesar de figurar em 5º lugar no ranking, vive má fase no circuito, ainda na ressaca da eliminação na estreia no Aberto da Austrália.

"Não penso em jogar meu melhor tênis, penso em jogar melhor do que ontem. O que me motiva é ser melhor a cada dia", disse o "Rei do Saibro" ao admitir que sua meta por enquanto não é voltar a ser o melhor do mundo. "Sou feliz, trabalho para dar a melhor possibilidade de competir bem, lutar pelas coisas que me motivam e não penso no que passou."

Nadal desconversou sobre sua presença nos Jogos Olímpicos do Rio-2016. "É um evento muito importante. Eu tentarei fazer o melhor possível, mas tenho muitos compromissos antes. Hoje, meu objetivo é ir bem neste torneio no Rio. Todos os torneios são importantes para mim. A Olimpíada é uma vez a cada quatro anos, não sei se será minha última, pode ser ou não. Em Londres-2012 disse que seria, mas nunca se sabe. Meu principal torneio agora é o Rio Open. Sigo meu calendário. Quando os Jogos Olímpicos chegarem, este será meu principal evento", declarou o campeão olímpico em Pequim-2008.


ZIKA - Questionado sobre a recente ameaça do vírus zika no Brasil, o tenista declarou que o surto não deve ser motivo de preocupação para os atletas. Para o número 5 no ranking, o fato de a competição ter sido mantida mostra que "as coisas seguem a normalidade".

"Sei que o torneio está fazendo o melhor possível para evitar riscos aos atletas, sei do que as pessoas me falam, mas não estou assustado. Há o risco (de transmissão), mas estou feliz por voltar ao Rio", afirmou o tenista no fim da tarde desta segunda.

Apesar de admitir que não sabe a extensão da gravidade, Nadal considera que a preocupação sobre os atletas é exagerada. "As coisas parecem seguir a normalidade. Há gente nas praias, nos restaurantes, então grave não deve ser. Não quero criticar nada, mas geralmente quando há uma notícia negativa, sempre se fala sobre ela. Torna-se o centro das atenções. Estamos em um evento mundial de tênis e o torneio não foi suspenso. Se houvesse alguma catástrofe, não estaria vendo essa normalidade", ponderou o espanhol.