27°
Máx
13°
Min

Paula Gonçalves perde e WTA de Florianópolis já não tem mais brasileiras

Chegou ao fim nesta terça-feira a participação brasileira na chave de simples do WTA de Florianópolis. Última representante do País ainda viva, Paula Gonçalves foi eliminada pela romena Irina-Camelia Begu, número 31 do mundo e segunda cabeça de chave, que passeou em quadra e fez 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/2.

Assim, o torneio disputado em terras catarinenses chegará às quartas de final sem sequer uma tenista da casa. Paula Gonçalves havia sido a única das seis brasileiras a passar da estreia da chave principal. Laura Pigossi, Maria Fernanda Alves, Bia Haddad Maia, Gabriela Cé e até Teliana Pereira, nona cabeça de chave, já haviam sido eliminadas precocemente.

Begu, aliás, havia sido responsável por uma destas quedas na primeira rodada, ao derrotar Pigossi. E nesta terça-feira, ela não teve qualquer dificuldade para se tornar algoz de mais uma brasileira, em somente 1h08min de partida.

Número 177 do mundo, Paula Gonçalves não ofereceu resistência à adversária e sofreu com o baixo aproveitamento no serviço, no qual venceu menos de 50% dos pontos. Assim, foi quebrada em quatro oportunidades pela romena, que não cedeu sequer uma quebra à brasileira.

Agora, Begu espera para conhecer sua adversária nas quartas, que será a japonesa Nao Hibino, sétima cabeça de chave, ou a paraguaia Verónica Cepede Royg. Quem também já se garantiu na próxima fase nesta terça foi a húngara Timea Babos, cabeça de chave número 6, e a japonesa Naomi Osaka, oitava favorita.