22°
Máx
14°
Min

Pego no doping, tenista Marcelo Demoliner cumpriu suspensão de 3 meses até abril

A Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) revelou nesta sexta-feira que o tenista brasileiro Marcelo Demoliner foi flagrado em teste antidoping em janeiro. Por conta do resultado, o 68º colocado no ranking de duplas da ATP sofreu suspensão de três meses, já finalizada, no fim de abril.

Demoliner, de 27 anos, foi flagrado com a substância Hidroclorotiazida em coleta realizada no dia 22 de janeiro, durante a disputa do Aberto da Austrália, em Melbourne. A substância está incluída na lista proibida da Agência Mundial Antidoping por ser diurético, que pode mascarar a ingestão de outras substâncias.

Pela infração, o brasileiro foi punido com suspensão de três meses a contar de 1º de fevereiro. Assim, a pena foi encerrada no dia 30 de abril. Neste período, Demoliner disputou quatro torneios, dois deles no Brasil: o Rio Open e o Brasil Open. Ele deve ter cassados os resultados obtidos nestas competições, assim como a pontuação e a premiação em dinheiro conquistados no Aberto da Austrália.

Especialista em duplas, Demoliner estava vivendo boa fase no circuito quando foi flagrado no teste. Neste período da punição, ele foi finalista na chave de duplas do ATP 250 de Quito, no Equador, e semifinalista no Rio Open. Também obteve sua melhor posição no ranking: 56º. Com a punição, e a consequente perda de pontos, ele deve deixar o Top 100.