23°
Máx
12°
Min

Sorteio do US Open coloca brasileiros em estreias difíceis; Djokovic pega polonês

A organização do US Open realizou nesta sexta-feira o sorteio das chaves do Grand Slam norte-americano, que começa na próxima segunda. No masculino, a cerimônia foi ingrata com os brasileiros Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva, únicos tenistas do País classificados previamente à disputa de simples - Guilherme Clezar também garantiu vaga nesta sexta, através do qualifying.

Dutra Silva é quem terá a tarefa mais ingrata. Número 109 do mundo, ele terá pela frente logo de cara o sétimo cabeça de chave do torneio, o croata Marin Cilic, que inclusive já o conquistou em 2014. Este será o primeiro confronto entre eles no circuito.

Já Thomaz Bellucci terá missão teoricamente menos complicada. Número 62 do mundo, ele vai encarar o russo Andrey Kuznetsov, que ocupa a 42.ª colocação no ranking. Mas além da melhor posição na lista da ATP, Kuznetsov tem a seu favor a vantagem no retrospecto, já que venceu a única partida disputada entre eles, em 2013, no México.

Por ter conseguido a vaga na chave principal somente através do qualifying, que ainda tem jogos realizados nesta sexta-feira, Guilherme Clezar ainda não sabe qual será seu adversário na estreia. A tendência, no entanto, é que seja alguém com boa colocação no ranking.

Entre os principais favoritos, o sérvio Novak Djokovic chega ao US Open depois de decepcionar na Olimpíada do Rio, na qual foi eliminado na estreia pelo argentino Juan Martín Del Potro. Tentando recuperar a melhor forma física, o líder do ranking terá pela frente na estreia o polonês Jerzy Janowicz.

Djokovic revelou recentemente estar sofrendo com um problema no punho esquerdo. Se a lesão já o traria problema suficiente, ele ainda terá um adversário que já viveu ótimos dias em torneios de Grand Slam. Janowicz foi semifinalista de Wimbledon em 2013, quando chegou a ser número 14 do mundo, e incomodou alguns dos principais tenistas do circuito. Nos últimos tempos, no entanto, caiu muito de produção e hoje ocupa somente 228.ª posição na ATP.

Se Djokovic confirmar o favoritismo e passar pelas duas primeiras rodadas, pode ter já na terceira um cabeça de chave pela frente, o eslovaco Martin Klizan, 28.º favorito. Outros cabeças de chave no caminho do sérvio seriam John Isner (20º), Richard Gasquet (13º) e Jo-Wilfried Tsonga (9º). Em uma hipotética quartas de final, ele pode encarar Cilic.

Na outra ponta da chave, o britânico Andy Murray, número 2 do mundo, estreará contra o checo Lukas Rosol. Medalhista de ouro no Rio, ele já venceu o adversário nas duas oportunidades em que se enfrentaram. Em um possível caminho até a final, Murray pode ter pela frente Gilles Simon, 30.º cabeça de chave, na terceira rodada. David Goffin (12º) e Kei Nishikori (6º) podem ser rivais nas quartas. Nas semifinais, o britânico pode encarar Stan Wawrinka (3º).

Outro grande destaque do US Open é Rafael Nadal. Sem Roger Federer, lesionado, o espanhol se tornou quarto cabeça de chave e estreará contra o usbeque Denis Istomin, número 107 do mundo, a quem venceu nas quatro oportunidades em que se enfrentaram. A chave de Nadal pode colocar Gael Monfils (10º cabeça de chave) e Milos Raonic (5º) em seu caminho nas quartas. Na semifinal, ele pode ter pela frente ninguém menos que Djokovic.