23°
Máx
12°
Min

Stan Wawrinka bate Kei Nishikori em quatro sets e decide US Open contra Djokovic

Pela primeira vez na sua carreira profissional, o suíço Stan Wawrinka está na grande decisão do US Open, o quarto e último Grand Slam da temporada, realizado na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. Nesta sexta-feira, o atual número 3 do mundo mostrou autoridade depois de perder o primeiro set e derrotou o japonês Kei Nishikori, sexto colocado do ranking da ATP, por 3 a 1 - com parciais de 4/6, 7/5, 6/4 e 6/2, em 3 horas e 7 minutos de partida.

Pela terceira temporada seguida, o tenista da Suíça chega a uma final de Grand Slam. Em 2014, foi à decisão do Aberto da Austrália, em Melbourne, contra o espanhol Rafael Nadal e foi o campeão. A mesma campanha realizou em Roland Garros, em Paris, na França, no ano passado. Agora em 2016, disputará o título contra o sérvio Novak Djokovic, que mais cedo bateu o francês Gael Monfils na outra semifinal.

Aos 31 anos, Stan Wawrinka disputará a sua 24.ª final na carreira profissional e tentará o 15.º título. O suíço, que já surpreendeu Novak Djokovic no saibro de Roland Garros há pouco mais de um ano, reencontra o sérvio às 17 horas (de Brasília) deste domingo. O histórico no circuito mundial, no entanto, é amplamente favorável ao número 1: em 23 confrontos, 19 a 4 para Djokovic.

Em quadra, Stan Wawrinka e Kei Nishikori fizeram primeiro set morno, mas com leve vantagem para o japonês. Ele conseguiu a única quebra da parcial, se valendo dos erros não-forçados em excesso do suíço, que não conseguiu encaixar seus golpes de esquerda para entrar na partida.

Stan Wawrinka acordou no segundo set. Kei Nishokori até começou melhor, quebrando o saque do oponente, mas logo o suíço devolveu a quebra e passou a pressioná-lo a cada game. O jogo melhorou, com menos erros e mais intensidade. E Wawrinka cresceu no fim da parcial, voltando a frustrar o saque de Nishikori no último game para fechar em 7/5.

Depois de 11 erros no primeiro set e 13 no segundo, Stan Wawrinka errou apenas oito bolas na terceira parcial. Ele era cada vez mais sólido do fundo, enquanto que o japonês já dava sinais de cansaço. O suíço chegou a liderar por 4/1, permitiu o empate, mas novamente pressionou no último game do set.

No último set, Wawrinka fez 7 a 1 em winners e errou só cinco bolas contra 12 de Nishikori. O suíço largou com 3/0, viu o rival reagir em um longo rali e permitiu a quebra ao errar uma passada com backhand na paralela, mas venceu os últimos três games do jogo com mais duas quebras.