23°
Máx
12°
Min

Thiago Monteiro é convocado e fará sua estreia pelo Brasil na Davis contra belgas

O capitão João Zwetsch anunciou nesta quinta-feira os convocados do Brasil para o duelo contra o Bélgica, entre os próximos dias 16 e 18, fora de casa, na cidade de Ostend, pelos playoffs do Grupo Mundial da Copa Davis. E a grande novidade foi a presença de Thiago Monteiro, jovem tenista de 22 anos, que fará a sua estreia pelo País na principal competição mundial entre nações do tênis masculino.

Em ascensão crescente no circuito profissional, ele ocupa a 98ª posição do ranking mundial e acaba de ingressar no Top 100 também pela primeira vez. Ele foi chamado nesta quinta ao lado de Thomaz Bellucci, também chamado para os jogos de simples, e dos já consagrados duplistas Marcelo Melo e Bruno Soares.

"Os duplistas e o Thomaz vêm sendo ao longo dos últimos anos a espinha dorsal da equipe e estão jogando em alto nível, sendo uma convocação natural. A convocação do Monteiro é mérito dele, pelos resultados que vem acumulando neste ano, pelo ano que vem tendo e pelo nível de tênis que vem jogando", afirmou Zwetsch, nesta quinta, ao justificar a convocação do jovem tenista cearense.

Defender o Brasil em uma competição entre países, entretanto, não será uma novidade para Monteiro, que já representou o país em Campeonatos Sul-Americanos e nos Mundiais de 14 anos, em 2008, e de 16 anos, que é considerada a Copa Davis Júnior, em 2010. Porém, ele reconhece que jogar pela elite do Brasil na Davis será um sonho que se tornará realidade.

"Estou muito feliz com essa convocação e só tenho a agradecer ao capitão João Zwetsch pela oportunidade. É mais um sonho sendo realizado e acredito estar preparado para dar tudo de mim neste confronto e aproveitar esta importante oportunidade na minha carreira", ressaltou.

Além de Bellucci, Monteiro, Melo e Soares, o Brasil também contará com os jovens Orlando Luz e Marcelo Zormann como reservas da equipe convocada para este confronto com os belgas. Na luta por uma vaga no Grupo Mundial, o País tentará desbancar o favoritismo dos rivais, que jogarão em casa e são os atuais vice-campeões da Davis. Para completar, os belgas contaram com a vantagem de escolher o piso do embate com os brasileiros, que terão de atuar na quadra dura e coberta da Sleuyter Arena, em Ostend.

"O confronto será bastante difícil. Eles têm um jogador diferenciado que é o (David) Goffin, que possui um nível de tênis muito alto e vem jogando muito bem nos últimos dois anos. Thomaz venceu ele na Olimpíada e agora os papéis se invertem, pois será ele com a torcida a seu favor", lembrou João Zwetsch ao falar sobre o principal tenista belga da atualidade - os outros são Steve Darcis, Ruben Bemelmans, Kimmer Coppejans e Niels Desein.