22°
Máx
16°
Min

Tsonga vence maratona contra Isner; Berdych sofre diante de Zverev, mas avança

Em uma batalha de cinco sets e 4h29min de duração, o francês Jo-Wilfried Tsonga usou toda sua experiência para derrubar um dos saques mais poderosos do circuito. Tsonga bateu o norte-americano John Isner num quinto set que terminou com placar de 19 a 17, após 38 aces do rival e um match point salvo. No total, a partida acabou com placar de 6/7 (3/7), 3/6, 7/6 (7/5), 6/2 e 19/17.

Com o suado triunfo, Tsonga garantiu vaga nas oitavas de final. Seu próximo adversário será o compatriota Richard Gasquet. O sétimo cabeça de chave venceu também neste domingo o espanhol Albert Ramos por 3 sets a 1, com parciais de 2/6, 7/6 (7/5), 6/2 e 6/3.

O duelo entre Isner e Tsonga teve início no sábado, com amplo domínio do norte-americano. Tirando proveito do saque poderoso, o tenista de 2,08 metros de altura abriu 2 sets a 0 e parecia encaminhar o triunfo com facilidade. O francês, então, reagiu e venceu o terceiro set. A falta de iluminação natural adiou o jogo para este domingo.

E, na retomada, Isner caiu muito de produção. Chegou a receber atendimento médico em quadra, por conta de dores no ombro, e Tsonga não hesitou ao vencer o quarto set. A quinta e decisiva parcial foi de forte equilíbrio. Eles trocaram bons saques, fechando seus games com tranquilidade.

Quando o placar exibia 15/16, Tsonga acumulou seguidos erros e Isner teve um match point. O francês, no entanto, salvou e evitou a derrota. O duelo seguiu parelho até 17/17, quando foi a vez de Tsonga crescer em quadra. Ele impôs a quebra de saque e fechou o confronto no game seguinte.

Os números do jogo mostraram como as hesitações custaram a vitória a Isner. O norte-americano cometeu nada menos que 50 erros não forçados, contra apenas 16 do francês. No entanto, Isner demonstrou bom desempenho nas bolas vencedoras: foram 98 a 78.

OUTROS RESULTADOS - Tsonga não foi o único a sofrer para vencer neste domingo. O checo Tomas Berdych precisou de quatro sets para superar o jovem Alexander Zverev, da Alemanha. O décimo cabeça de chave venceu por 6/3, 6/4, 4/6 e 6/1. Seu próximo adversário será o compatriota Jiri Vesely, que avançou ao eliminar o português João Sousa, por 6/2, 6/2 e 7/5.

Em outro bom confronto finalizado neste domingo, o argentino Juan Martín del Potro se despediu da chave de simples ao ser batido pelo francês Lucas Pouille, por 6/7 (4/7), 7/6(8/6), 7/5 e 6/1. O tenista da França vai encarar agora o australiano Bernard Tomic. Apesar da queda na terceira rodada, Del Potro tem a comemorar o bom ritmo exibido na grama de Londres.

Ele não jogava um Grand Slam desde o Aberto da Austrália do ano passado. Após superar seguidas lesões, o ex-Top 4 voltou a mostrar regularidade nesta temporada. E, em Wimbledon, se destacou ao eliminar o suíço Stan Wawrinka, atual número quatro do mundo, na segunda rodada.

Ainda neste domingo, o australiano Nick Kyrgios desbancou o espanhol Feliciano López por 6/3, 6/7 (2/7), 6/3 e 6/4. Nas oitavas de final, o polêmico tenista terá pela frente o local Andy Murray, campeão de Wimbledon em 2013.