20°
Máx
14°
Min

Wozniacki derrota japonesa na final de Tóquio e fatura 1º título no ano

Caroline Wozniacki voltou a sentir o gosto de ser campeã no circuito da WTA neste domingo, após mais de um ano de jejum. A dinamarquesa faturou o título do Torneio de Tóquio, no Japão, ao derrotar na decisão a dona da casa Naomi Osaka por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3, em 1h46min de partida.

Número 28 do mundo, a ex-líder do ranking mundial surpreendeu para faturar seu primeiro título em 2016. Na semifinal, eliminou a segunda cabeça de chave Agnieszka Radwanska. Agora, voltou a erguer um troféu, o que não fazia desde março do ano passado, quando foi campeã em Kuala Lumpur, na Malásia.

Este foi o 24.º título de simples da carreira da tenista de 26 anos. Pior para Osaka, que disputou somente sua primeira final no circuito e perdeu a chance de faturar o troféu diante da torcida da casa.

Para ser campeã, Wozniacki soube atacar o saque da adversária. Apesar de ter sido quebrada em três oportunidades, respondeu aproveitando cinco break points, que lhe deram a vantagem necessária para fechar sem maiores dificuldades.

Wozniacki chegou a estar perdendo por 3 a 1 no primeiro set, mas buscou a virada. No segundo, teve 5 a 0 de vantagem, viu Osaka esboçar uma reação, mas confirmou a vitória. A dinamarquesa chegou a acusar um problema físico na virilha e pediu atendimento médico na primeira parcial, mas isso não a impediu de faturar o título.

SEUL - Na Coreia do Sul, no Torneio de Seul, quem comemorou foi a espanhola Lara Arruabarrena. Apenas número 90 do mundo, a tenista de 24 anos surpreendeu e ficou com o título neste domingo ao superar na decisão a quinta cabeça de chave da competição, a romena Monica Niculescu, por 2 sets a 0, com direito a uma "bicicleta": 6/0, 2/6 e 6/0.

Esta foi somente a segunda conquista de Arruabarrena no circuito. Para vencer, ela fez o primeiro e o terceiro sets perfeitos, atacando o saque da adversária e conseguindo três quebras em cada para triunfar.