23°
Máx
12°
Min

Youzhny sente dores e Djokovic volta a avançar no US open após abandono de rival

(Foto: Danilo Borges /ME /Brasil2016) - Djokovic avança no US open após abandono de rival
(Foto: Danilo Borges /ME /Brasil2016)

Novak Djokovic contou novamente com um abandono para avançar na chave do US Open. Nesta sexta-feira, o russo Mikhail Youzhny permaneceu apenas 31 minutos em quadra até desistir da partida, alegando dores nas costas. O número 1 do mundo vencia o set inicial por 4/2 até ser "poupado" do esforço de jogar no mínimo três sets.

O sérvio já havia sido beneficiado na rodada anterior, com a desistência do checo Jiri Vesely, que nem chegou a entrar em quadra. Até agora, Djokovic só jogou uma partida completa no Grand Slam disputado em Nova York, na rodada de abertura da competição.

Desta forma, ele avançou às oitavas de final jogando apenas quatro sets completos - todos na estreia - e permanecendo apenas 3h08min em quadra. Os "descansos" inesperados vêm em boa hora para Djokovic. O sérvio ficou de fora do Masters 1000 de Cincinnati, torneio preparatório para o US Open, por causa de dores no punho esquerdo.

E, diante da folga em Nova York, ganha mais tempo para buscar a recuperação total. Também evita maior desgaste físico antes das partidas mais duras da competição, a partir das oitavas de final. Os torneios de Grand Slam são conhecidos pela maior exigência física por contarem com sete partidas até o título e jogos disputados em melhor de cinco sets na chave masculina.

Nas oitavas de final, Djokovic terá pela frente o vencedor do confronto entre o local John Isner e o britânico Kyle Edmund. Se confirmar o favoritismo e alcançar as quartas, o líder do ranking poderá cruzar com o francês Jo-Wilfried Tsonga.

O nono cabeça de chave se garantiu nas oitavas nesta sexta ao derrotar o sul-africano Kevin Anderson por 6/3, 6/4 e 7/6 (7/4). Antes de um eventual encontro com Djokovic, Tsonga terá que superar agora o local Jack Sock, responsável por um dos resultados mais inesperados da competição até agora.

Nesta sexta, ele derrubou em sets diretos o croata Marin Cilic, campeão do US Open em 2014, com parciais de 6/4, 6/3 e 6/3. Com a queda precoce, o atual número nove do mundo decepciona após duas grandes campanhas em Nova York. Depois do título em 2014, ele foi semifinalista no ano passado. O resultado já garante a Sock sua melhor campanha no Grand Slam disputado "em casa".

Outro a avançar às oitavas de final nesta sexta foi o cipriota Marcos Baghdatis. O veterano despachou o jovem local Ryan Harrison por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 7/6 (7/4), 1/6 e 6/1. Seu próximo adversário sairá do duelo entre o francês Gael Monfils e o espanhol Nicolás Almagro.