21°
Máx
17°
Min

Brasil arrasa a Rússia e avança às semifinais como líder de grupo no Grand Prix

A seleção brasileira feminina de vôlei não tomou conhecimento da Rússia nesta quinta-feira ao arrasar a tradicional rival por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/10 e 25/21, no Huamark Indoor Stadium, em Bangcoc, na Tailândia, e garantir classificação às semifinais do Grand Prix, marcadas para este sábado.

O resultado também fez o Brasil assegurar a liderança do Grupo J da fase final da competição, com seis pontos. Desta forma, o time comandando pelo técnico José Roberto Guimarães agora apenas espera pela definição do seu próximo rival, que será o segundo colocado do Grupo K.

Este posto foi assumido nesta quinta-feira pela Holanda, que venceu a China por 3 sets a 2, com 23/25, 25/14, 19/25, 25/20 e 15/8, somando assim dois pontos, enquanto as chinesas têm apenas um. Vale lembrar que triunfos por 3 sets a 2 dão dois pontos ao vencedor e um ao perdedor, enquanto vitórias por 3 a 0 ou 3 a 1 rendem três pontos ao ganhador.

Nesta sexta-feira, às 5 horas (de Brasília), a seleção dos Estados Unidos, líder do Grupo K, com três pontos, enfrenta a China no fechamento desta chave. Já a Rússia encara a Tailândia em seguida, às 8 horas, no confronto que definirá o vice-líder do Grupo J e o último classificado às semifinais.

Na quarta-feira, o Brasil estreou na fase final derrotando as tailandesas por 3 sets a 0. A equipe asiática, por sinal, só está disputando este estágio da competição porque a Tailândia foi escolhida como país-sede dos duelos derradeiros desta edição do Grand Prix. As donas da casa estão empatadas com as russas, sem nenhum ponto no Grupo J, após serem superadas pelas brasileiras.

Com a vantagem de poder folgar nesta sexta-feira antes das semifinais, o Brasil irá definir uma vaga na decisão a partir das 5 horas (de Brasília) deste sábado. Maior vencedora da história do Grand Prix, a seleção busca o seu 11º título, depois de ter ficado com o terceiro lugar na edição passada da competição.

DOMÍNIO BRASILEIRO - Nesta que talvez tenha sido a sua melhor atuação neste Grand Prix, as bicampeãs olímpicas foram dominantes diante das russas, que no segundo set ainda foram atropeladas pelas brasileiras ao perderem por nada menos do que 15 pontos de diferença.

Sheilla se destacou como maior pontuadora do jogo, com 14 acertos, ficando logo à frente de Thaísa, com 13. Já pelo lado russo, o maior destaque ofensivo foi Nataliya Goncharova, com 12 pontos. Maior pontuadora do Brasil neste Grand Prix, a ponteira Natália também voltou a mostrar força ao contabilizar 12 acertos.

E o Brasil acabou atendendo ao pedido feito no dia anterior pelo técnico José Roberto Guimarães, que após a vitória sobre a Tailândia disse que a seleção precisaria mostrar eficiência no saque. Por meio deste fundamento, a equipe nacional fez sete pontos e também complicou a recepção russa em vários outros momentos.

A equipe nacional também acumulou 46 pontos em ataques e oito em bloqueios, assim como contabilizou outros 14 por meio de erros das adversárias.